Novos autocarros reforçam transportes públicos no Bengo

  • Novos autocarros reforçam serviços de transportes públicos
Caxito - O governo da província do Bengo entregou nessa terça -feira, mediante um contrato, cinco novos autocarros, com capacidade para 57 lugares cada, às Organizações Kafanda – operadora de transportes públicos, para reforçar a sua frota e serviços na província do Bengo.

Com a entrega destes meios, a província do Bengo passa a contar com 25 autocarros, depois de ter beneficiado de 20 autocarros em 2019 e 2020 no quadro programa do Governo angolano que visa a distribuição de 1.500 autocarros adquiridos pelo Executivo.

A operadora Organizações Kafanda foi seleccionada mediante concurso público e vai fazer as rotas intermunicipais e casco urbano. Com estes cinco autocarros, a operadora perfaz 14 veículos em circulação.

Na ocasião, o vice-governador provincial para o Sector Político, Social e Económico, José Francisco Bartolomeu Pedro, disse que os meios fazem parte de um programa do Governo angolano que visa o reforço e melhoria da mobilidade urbana.

O director interino do Gabinete Provincial dos Transportes e Mobilidade Urbana, Bernardo Kimbenze, disse que os operadores terão 12 anos para reembolsar 58 milhões 354 mil 933 kwanzas por cada autocarro, pagando 461 mil 976 kwanzas e 55 cêntimos por mês.

O objectivo é facilitar o transporte de pessoas e meios nos seis municípios e espera que a operadora seleccionada cumpra com este desiderato.

 

 

 

Com a entrega destes meios, a província do Bengo passa a contar com 25 autocarros, depois de ter beneficiado de 20 autocarros em 2019 e 2020 no quadro programa do Governo angolano que visa a distribuição de 1.500 autocarros adquiridos pelo Executivo.

A operadora Organizações Kafanda foi seleccionada mediante concurso público e vai fazer as rotas intermunicipais e casco urbano. Com estes cinco autocarros, a operadora perfaz 14 veículos em circulação.

Na ocasião, o vice-governador provincial para o Sector Político, Social e Económico, José Francisco Bartolomeu Pedro, disse que os meios fazem parte de um programa do Governo angolano que visa o reforço e melhoria da mobilidade urbana.

O director interino do Gabinete Provincial dos Transportes e Mobilidade Urbana, Bernardo Kimbenze, disse que os operadores terão 12 anos para reembolsar 58 milhões 354 mil 933 kwanzas por cada autocarro, pagando 461 mil 976 kwanzas e 55 cêntimos por mês.

O objectivo é facilitar o transporte de pessoas e meios nos seis municípios e espera que a operadora seleccionada cumpra com este desiderato.