Ministro dos Transportes recomenda melhor desempenho às empresas do sector

  • Ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu
Luanda - As empresas do sector dos transportes devem melhorar seu desempenho para dinamizar sector e, consequentemente, contribuir para o crescimento económico do país, recomendou esta segunda-feira o ministro dos transportes, Ricardo D´ Abreu.

O gestor, que falava no acto de tomada de posse dos novos conselhos de administração das empresas TCUL, Caminho-de-Ferro de Benguela, Porto do Namibe, e Porto Amboim, realçou que estas empresas podem contribuir para o crescimento económico de Angola, se melhorarem o seu desempenho.

 “ É imprescindível que o bom desempenho das empresas determine o sucesso do sector.

Os desafios são grandes, mas o rigor e comprometimento com o trabalho resultarão não só em melhoria da economia nacional, como também se reflectirá na melhoria de vida das populações”, afirmou o responsável.

Ricardo de D´Abreu disse que actualmente estão a ser feitas reformas estruturais a nível do sector que catapultarão as empresas para patamares mais altos, de forma a impulsionar o seu desenvolvimento e maximizar a economia local.

Por sua vez, o presidente do Conselho de Administração do Porto do Namibe, Nazaré Neto, disse que na sua nova missão, dentre outras prioridades, constam contribuir para um bom ambiente de negócios, de forma a garantir o contínuo crescimento daquilo que é considerado imprescindível para o crescimento económico local e do país de uma maneira geral.

Nazaré Neto já trabalhou no Porto de Cabinda, de Luanda, e agora  abraça os desafios  de gerir  o Porto do Namibe,  que espera conhecer e dar seu máximo para atrair investimentos para o sector.

Já o presidente do Conselho de Administração do Porto Amboim, Francisco José Aleixo, admitiu que vai gerir uma empresa com muitas dificuldades, mas acredita que, no âmbito da avaliação do capital humano, será possível criar sinergias ou estratégias para atrair mais investidores.

Reconheceu que o Porto Amboim  tem um grande potencial que facilitará a atenção e atracção dos grandes investidores para dinamizar sector.

O gestor, que falava no acto de tomada de posse dos novos conselhos de administração das empresas TCUL, Caminho-de-Ferro de Benguela, Porto do Namibe, e Porto Amboim, realçou que estas empresas podem contribuir para o crescimento económico de Angola, se melhorarem o seu desempenho.

 “ É imprescindível que o bom desempenho das empresas determine o sucesso do sector.

Os desafios são grandes, mas o rigor e comprometimento com o trabalho resultarão não só em melhoria da economia nacional, como também se reflectirá na melhoria de vida das populações”, afirmou o responsável.

Ricardo de D´Abreu disse que actualmente estão a ser feitas reformas estruturais a nível do sector que catapultarão as empresas para patamares mais altos, de forma a impulsionar o seu desenvolvimento e maximizar a economia local.

Por sua vez, o presidente do Conselho de Administração do Porto do Namibe, Nazaré Neto, disse que na sua nova missão, dentre outras prioridades, constam contribuir para um bom ambiente de negócios, de forma a garantir o contínuo crescimento daquilo que é considerado imprescindível para o crescimento económico local e do país de uma maneira geral.

Nazaré Neto já trabalhou no Porto de Cabinda, de Luanda, e agora  abraça os desafios  de gerir  o Porto do Namibe,  que espera conhecer e dar seu máximo para atrair investimentos para o sector.

Já o presidente do Conselho de Administração do Porto Amboim, Francisco José Aleixo, admitiu que vai gerir uma empresa com muitas dificuldades, mas acredita que, no âmbito da avaliação do capital humano, será possível criar sinergias ou estratégias para atrair mais investidores.

Reconheceu que o Porto Amboim  tem um grande potencial que facilitará a atenção e atracção dos grandes investidores para dinamizar sector.