Três cidadãs morrem soterradas em mina ilegal de ouro no Cuima

Caála - Três cidadãs morreram soterradas, esta semana, na comuna do Cuima, município da Caála (Huambo), devido ao deslizamento de terra, quando tentavam explorar ouro numa mina ilegal da localidade, soube a Angop, esta quinta-feira.

Trata-se de mulheres com idades compreendidas entre os 38 e os 46 anos.

Ao confirmar a informação, o chefe de secção de imprensa da Delegação no Ministério do Interior no município da Caála, Evimbi Gomes, informou que o incidente ocorreu numa fazenda, localizada a dois quilómetros da vila comunal do Cuima, onde alegavam ter ouro.

Disse que os corpos das vítimas foram resgatados por uma comissão multi-sectorial criada pelas autoridades do município da Caála, com a composição de efectivos da Polícia Nacional, do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros e das Forças Armadas.

Por isso, Evimbi Gomes apelou a população para a observância de práticas recomendáveis para a exploração de minérios, abstendo-se dos garimpos.

Trata-se de primeiro caso de género este ano, na província do Huambo, onde vivem mais de dois milhões e 500 mil habitantes.

Trata-se de mulheres com idades compreendidas entre os 38 e os 46 anos.

Ao confirmar a informação, o chefe de secção de imprensa da Delegação no Ministério do Interior no município da Caála, Evimbi Gomes, informou que o incidente ocorreu numa fazenda, localizada a dois quilómetros da vila comunal do Cuima, onde alegavam ter ouro.

Disse que os corpos das vítimas foram resgatados por uma comissão multi-sectorial criada pelas autoridades do município da Caála, com a composição de efectivos da Polícia Nacional, do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros e das Forças Armadas.

Por isso, Evimbi Gomes apelou a população para a observância de práticas recomendáveis para a exploração de minérios, abstendo-se dos garimpos.

Trata-se de primeiro caso de género este ano, na província do Huambo, onde vivem mais de dois milhões e 500 mil habitantes.