Ligação entre Cambundi-Catembo e Quitapa restabelecida 33 anos depois

  • Malanje: Administração Municipal de Cambumdi Catembo
  • Ponte sobre o rio Lui
Cambundi-Catembo- A ligação terrestre entre a sede municipal de Cambundi-catembo e a comuna de Quitapa foi restabelecida sexta-feira, com a inauguração de uma ponte metálica sobre o rio Lui, 33 anos depois.

Localizada no bairro Cassungo (50 quilómetros da sede municipal de Cambundi-Catembo), a ponte mede 4,5 metros de largura e 15 de comprimento, com capacidade de suportar 30 toneladas.

A reposição do tabuleiro enquadra-se no âmbito do PIIM (Plano Integrado de Intervenção nos Municípios) e consta do projecto de terraplanagem de 100 quilómetros entre a sede de Cambundi-Catembo a comuna de Quitapa, avaliado em 309 milhões de kwanzas.

Nesta altura, os trabalhos de terraplanagem encontram-se a 60 por cento de execução física.

O soba do bairro Cassungo, João Domingos Cambamba, precisou que desde a destruição da ponte anterior durante o conflito armado, a circulação entre Cambundi-catembo e Quitapa era feita sobre troncos de árvores, pondo em risco a vida dos cidadãos.

Realçou por isso que, com o restabelecimento da circulação neste troço, as trocas comerciais vão fluir e será facilitada a implantação de serviços sociais, com destaque para a saúde, educação, água e outros que afligem a população, os quais pediu resposta urgente do governo provincial.

Para além da ponte, o município de Cambundi-Catembo ganhou igualmente no âmbito do PIIM uma nova administração municipal, orçada em 147 milhões de kwanzas e um Centro de Acção Social Integrado (CASI), avaliado em 19 milhões de kwanzas, comparticipados pela administração municipal e o FAS (Fundo de Apoio Social).

O referido centro funcionará com 40 técnicos formados pelo FAS, e nele serão prestados os serviços da Acção Social, Antigos Combatentes, Cultura, Turismo, Juventude, Desportos, Registo Civil, Saúde, Educação e outros, tendentes a redução da vulnerabilidade da população.

Na ocasião, o governador de Malanje, Norberto dos Santos, destacou a importância da ponte, na medida em que vai permitir maior intercâmbio entre os cidadãos e a melhoria na transportação de mercadorias para a província da Lunda Sul, através do município de Cacolo.

Por sua vez, a administradora municipal de Cambundi-Catembo, Fátima Paulo, referiu que as obras ora inauguradas vão contribuir para a melhoria de vida dos munícipes, a quem exortou para a sua conservação.

Cambundi-Catembo dista a 185 quilómetros da cidade de Malanje e conta com uma população estimada em 49 mil habitantes distribuídos pelas comunas Sede, Dumba Cabango, Tala Mungongo e Kitapa.

 Com a inauguração do edifício da administração municipal e da ponte, Cambundi-Catembo soma quatro projectos concluídos no âmbito do PIIM, incluindo duas escolas do II ciclo.

Localizada no bairro Cassungo (50 quilómetros da sede municipal de Cambundi-Catembo), a ponte mede 4,5 metros de largura e 15 de comprimento, com capacidade de suportar 30 toneladas.

A reposição do tabuleiro enquadra-se no âmbito do PIIM (Plano Integrado de Intervenção nos Municípios) e consta do projecto de terraplanagem de 100 quilómetros entre a sede de Cambundi-Catembo a comuna de Quitapa, avaliado em 309 milhões de kwanzas.

Nesta altura, os trabalhos de terraplanagem encontram-se a 60 por cento de execução física.

O soba do bairro Cassungo, João Domingos Cambamba, precisou que desde a destruição da ponte anterior durante o conflito armado, a circulação entre Cambundi-catembo e Quitapa era feita sobre troncos de árvores, pondo em risco a vida dos cidadãos.

Realçou por isso que, com o restabelecimento da circulação neste troço, as trocas comerciais vão fluir e será facilitada a implantação de serviços sociais, com destaque para a saúde, educação, água e outros que afligem a população, os quais pediu resposta urgente do governo provincial.

Para além da ponte, o município de Cambundi-Catembo ganhou igualmente no âmbito do PIIM uma nova administração municipal, orçada em 147 milhões de kwanzas e um Centro de Acção Social Integrado (CASI), avaliado em 19 milhões de kwanzas, comparticipados pela administração municipal e o FAS (Fundo de Apoio Social).

O referido centro funcionará com 40 técnicos formados pelo FAS, e nele serão prestados os serviços da Acção Social, Antigos Combatentes, Cultura, Turismo, Juventude, Desportos, Registo Civil, Saúde, Educação e outros, tendentes a redução da vulnerabilidade da população.

Na ocasião, o governador de Malanje, Norberto dos Santos, destacou a importância da ponte, na medida em que vai permitir maior intercâmbio entre os cidadãos e a melhoria na transportação de mercadorias para a província da Lunda Sul, através do município de Cacolo.

Por sua vez, a administradora municipal de Cambundi-Catembo, Fátima Paulo, referiu que as obras ora inauguradas vão contribuir para a melhoria de vida dos munícipes, a quem exortou para a sua conservação.

Cambundi-Catembo dista a 185 quilómetros da cidade de Malanje e conta com uma população estimada em 49 mil habitantes distribuídos pelas comunas Sede, Dumba Cabango, Tala Mungongo e Kitapa.

 Com a inauguração do edifício da administração municipal e da ponte, Cambundi-Catembo soma quatro projectos concluídos no âmbito do PIIM, incluindo duas escolas do II ciclo.