Criança morre após consumo de mandioca na Caála

Caála – Uma criança de 12 anos de idade morreu esta semana, após consumo de mandioca, alegadamente envenenada, numa residência localizada nos arredores da cidade da Caála (Huambo), soube a Angop, esta quinta-feira.

Segundo fontes do Hospital Municipal da Caála, a vítima e mais outras seis crianças da mesma família chegara à unidade sanitária em estado grave e, apesar de ter vomitado, acabou por morrer, enquanto as demais conseguiram recuperar.

Quanto aos demais seis, a fonte informou que, apesar de terem tido alta médica, ainda continuam a receber tratamento ambulatório em casa, para evitar sequelas no estômago ou nos intestinos.

Trata-se do primeiro caso de género, este ano, nesta municipalidade, localizada a 23 quilómetros a Oeste da cidade do Huambo.

Segundo fontes do Hospital Municipal da Caála, a vítima e mais outras seis crianças da mesma família chegara à unidade sanitária em estado grave e, apesar de ter vomitado, acabou por morrer, enquanto as demais conseguiram recuperar.

Quanto aos demais seis, a fonte informou que, apesar de terem tido alta médica, ainda continuam a receber tratamento ambulatório em casa, para evitar sequelas no estômago ou nos intestinos.

Trata-se do primeiro caso de género, este ano, nesta municipalidade, localizada a 23 quilómetros a Oeste da cidade do Huambo.