Doentes com tuberculose abandonam tratamento devido à discriminação

Cuito – Cinco a seis doentes afectados com tuberculose abandonam diariamente o tratamento no hospital sanatório do Cuito, província do Bié, devido à discriminação familiar, soube hoje a ANGOP.

Segundo a responsável da área de consultas internas dessa unidade sanitária, Cristina Vissapa, esta prática contribui no agravamento do quadro clínico dos pacientes, por isso apelou às famílias a serem mais solidárias.

A responsável afirmou que esta situação preocupa as autoridades sanitárias, porque um doente com tuberculose deve obrigatoriamente cumprir com tratamento, para evitar consequências que lhe podem levar à morte.

Sem avançar os números de falecimentos que o hospital tem registado, Cristina Vissapa realçou que muitos doentes são abandonados pelos familiares e infelizmente alguns acabam por morrer.

Mesmo depois da morte, adiantou, as famílias abandonam os corpos, acabando muitos deles serem enterrados pelos serviços comunitários do hospital.

Neste momento, o hospital sanatório do Cuito tem cerca de 36 doentes internados, bem como mais de uma centena de pacientes a receberem tratamento ambulatório, cujos medicamentos são distribuídos gratuitamente.

Diariamente a unidade sanitária diagnostica, através de consultas externas, 15 a 20 pacientes afectados com tuberculose.

Segundo a responsável da área de consultas internas dessa unidade sanitária, Cristina Vissapa, esta prática contribui no agravamento do quadro clínico dos pacientes, por isso apelou às famílias a serem mais solidárias.

A responsável afirmou que esta situação preocupa as autoridades sanitárias, porque um doente com tuberculose deve obrigatoriamente cumprir com tratamento, para evitar consequências que lhe podem levar à morte.

Sem avançar os números de falecimentos que o hospital tem registado, Cristina Vissapa realçou que muitos doentes são abandonados pelos familiares e infelizmente alguns acabam por morrer.

Mesmo depois da morte, adiantou, as famílias abandonam os corpos, acabando muitos deles serem enterrados pelos serviços comunitários do hospital.

Neste momento, o hospital sanatório do Cuito tem cerca de 36 doentes internados, bem como mais de uma centena de pacientes a receberem tratamento ambulatório, cujos medicamentos são distribuídos gratuitamente.

Diariamente a unidade sanitária diagnostica, através de consultas externas, 15 a 20 pacientes afectados com tuberculose.