COVID-19: Vacinados mais de 103 mil cidadãos no Cuanza Sul

  • Vacina contra à Covid-19
Sumbe - Cento e três mil e 102 cidadãos foram já imunizados na província do Cuanza Sul, com as vacinas Astrazeneca e Sinopharm, durante a primeira e segunda fases de vacinação contra a Covid-19, soube a Angop.

A província recebeu, durante a primeira fase, 82.138 doses, e na segunda, 20.964, permitindo imunizar 103.102 cidadãos.

Segundo um relatório do Gabinete Provincial da Saúde, a nível dos 12 municípios da província, o Sumbe é o que apresenta maior índice de cidadãos vacinados, com 30.755, e a Quilenda, com 2.704, o menor número de inoculados.

Entretanto, informações avançadas à Angop dão conta de um atraso, desde o dia 10 de Setembro, na recepção de lotes da Astrazeneca, deixando centenas de utentes a espera para a toma da segunda dose.

Assim, os serviços de saúde aguardam a todo instante a chegada desse medicamento para administrar a segunda dose aos cidadãos.

Neste momento, está a ser aplicada a segunda dose da vacina Sinopharm.

No único posto de vacinação regista-se longas filas de munícipes ávidos em tomar a primeira e outros a segunda dose da vacina contra a Civide-19.

Com vista a reduzir as enchentes no posto de vacinação, a comissão decidiu deslocar-se ao encontro dos utentes, mormente em instituições com grandes aglomerados e pessoas com dificuldades de se locomover.

A província do Cuanza Sul conta, até a presente data, com 79 casos activos, mil e 116 recuperados e 24 óbitos.

 

A província recebeu, durante a primeira fase, 82.138 doses, e na segunda, 20.964, permitindo imunizar 103.102 cidadãos.

Segundo um relatório do Gabinete Provincial da Saúde, a nível dos 12 municípios da província, o Sumbe é o que apresenta maior índice de cidadãos vacinados, com 30.755, e a Quilenda, com 2.704, o menor número de inoculados.

Entretanto, informações avançadas à Angop dão conta de um atraso, desde o dia 10 de Setembro, na recepção de lotes da Astrazeneca, deixando centenas de utentes a espera para a toma da segunda dose.

Assim, os serviços de saúde aguardam a todo instante a chegada desse medicamento para administrar a segunda dose aos cidadãos.

Neste momento, está a ser aplicada a segunda dose da vacina Sinopharm.

No único posto de vacinação regista-se longas filas de munícipes ávidos em tomar a primeira e outros a segunda dose da vacina contra a Civide-19.

Com vista a reduzir as enchentes no posto de vacinação, a comissão decidiu deslocar-se ao encontro dos utentes, mormente em instituições com grandes aglomerados e pessoas com dificuldades de se locomover.

A província do Cuanza Sul conta, até a presente data, com 79 casos activos, mil e 116 recuperados e 24 óbitos.