Covid-19:  Huíla recebe 14 mil doses da Sinopharm

  • Caixa Isotérmicas para conservação de Vacinas
Lubango - A província da Huíla recebeu, esta quinta-feira, 14 mil doses da vacina Sinopharm, que serão administradas a partir da próxima semana.

É a terceira vacina que província recebe do Ministério da Saúde, depois da AstraZeneca e Johnson&Johnson, essa última de dose única e administrada na semana passada a 14 mil pessoas maiores de 18 anos.    

Em declarações à ANGOP, o porta-voz do gabinete provincial da Saúde na Huíla, Júlio Madaleno, afirmou que  continua a ser administrar a segunda dose da AstraZeneca.

“Estamos só a vacinar os que estão a fazer a segunda dose e no sábado vamos alargar para para a primeira dose”, continuou.

Desde Agosto de 2020, quando se registou o primeiro caso de Covid-19 na Huíla, a província tem um acumulado de mil e 950 casos confirmados, destes mil e 529 recuperados, 129 óbitos e 292 casos activos.

É a terceira vacina que província recebe do Ministério da Saúde, depois da AstraZeneca e Johnson&Johnson, essa última de dose única e administrada na semana passada a 14 mil pessoas maiores de 18 anos.    

Em declarações à ANGOP, o porta-voz do gabinete provincial da Saúde na Huíla, Júlio Madaleno, afirmou que  continua a ser administrar a segunda dose da AstraZeneca.

“Estamos só a vacinar os que estão a fazer a segunda dose e no sábado vamos alargar para para a primeira dose”, continuou.

Desde Agosto de 2020, quando se registou o primeiro caso de Covid-19 na Huíla, a província tem um acumulado de mil e 950 casos confirmados, destes mil e 529 recuperados, 129 óbitos e 292 casos activos.