Chefe de Estado angolano visita a República da Guiné

  • Presidente da República, João Lourenço
Conakry  (Dos enviados especiais) - O Presidente angolano, João Lourenço, efectua sexta-feira e sábado uma visita de trabalho à República da Guiné, a convite do seu homólogo Alpha Condé.

A informação foi avançada esta quarta-feira, em nota, pela Secretaria para os Assuntos de Comunicação Institucional e Imprensa do Presidente da República.

O documento refere que a visita compreende um encontro em privado com o Chefe de Estado anfitrião, enquanto os ministros acompanhantes (dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás e da Defesa e Veteranos da Pátria) trabalharão com uma delegação ministerial guineense para o reforço da cooperação bilateral.

Durante a visita, João Lourenço será condecorado com a Grã-Ordem Nacional da República da Guiné, em cerimónia a ter lugar sexta-feira à tarde.

A mesma distinção já coube a António Agostinho Neto, "em pleno processo de luta de libertação contra o colonialismo português, no ano de 1973", numa altura em que a Guiné era governada pelo "líder independentista Ahmed Sékou Touré".

O Presidente João Lourenço terminou esta quarta-feira uma visita de Estado de dois dias à Turquia e deixa Ankara quinta-feira.

As relações de amizade entre Angola e a Guiné datam dos primórdios da luta pela independência de Angola. Nos últimos anos, os dois países têm enveredado por acções concretas para o seu reforço nos segmentos económico, científico, técnico e cultural.

A informação foi avançada esta quarta-feira, em nota, pela Secretaria para os Assuntos de Comunicação Institucional e Imprensa do Presidente da República.

O documento refere que a visita compreende um encontro em privado com o Chefe de Estado anfitrião, enquanto os ministros acompanhantes (dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás e da Defesa e Veteranos da Pátria) trabalharão com uma delegação ministerial guineense para o reforço da cooperação bilateral.

Durante a visita, João Lourenço será condecorado com a Grã-Ordem Nacional da República da Guiné, em cerimónia a ter lugar sexta-feira à tarde.

A mesma distinção já coube a António Agostinho Neto, "em pleno processo de luta de libertação contra o colonialismo português, no ano de 1973", numa altura em que a Guiné era governada pelo "líder independentista Ahmed Sékou Touré".

O Presidente João Lourenço terminou esta quarta-feira uma visita de Estado de dois dias à Turquia e deixa Ankara quinta-feira.

As relações de amizade entre Angola e a Guiné datam dos primórdios da luta pela independência de Angola. Nos últimos anos, os dois países têm enveredado por acções concretas para o seu reforço nos segmentos económico, científico, técnico e cultural.