PR convida países da CPLP a participarem na Bienal de Luanda

  • Presidente da República, João Lourenço, na XIII Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP
Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, convidou este sábado, os Estados membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) a participarem na II Edição do Fórum Pan-africano para a Cultura da Paz - Bienal de Luanda.

O convite para o evento, a decorrer de 4 a 8 de Outubro próximo, numa parceria com a UNESCO e a União Africana, foi feito no encerramento da XIII Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da CPLP.

A Bienal da Paz de Luanda vai assinalar o 40° aniversário do Dia Internacional da Paz. 

João Lourenço salientou que a actividade da CPLP não se restringe às questões económicas e reconheceu que a organização tem dado passos significativos em outras áreas de cooperação, em especial na promoção da língua portuguesa, na concertação política e na frente cultural.

O Presidente em Exercício da CPLP considerou a mobilidade decisiva, para uma maior aproximação entre os povos da organizaçáo, tendo em vista a cooperação económica, o enriquecimento da língua portuguesa e para um maior intercâmbio cultural e turístico. 

Na sua intervenção, o Estadista angolano manifestou a solidariedade dos Estados membros ao povo de Moçambique, pelo sofrimento provocado pelas acções de terrorismo, que atingiram seriamente a província de Cabo Delgado.

A reunião de hoje, prosseguiu, reforça a consciência da necessidade de uma cooperação multilateral, que concorra para uma resposta rápida aos desafios presentes e futuros e para uma saída da grave crise sistémica em que se encontra o mundo. 

Expressou "profunda gratidão" pela participação das diferentes delegações nos debates, o que contribuiu para o reforço do sentimento de unidade comunitária.

Íntegra do discurso no encerramento da XIII Conferência da CPLP - ANGOP

O convite para o evento, a decorrer de 4 a 8 de Outubro próximo, numa parceria com a UNESCO e a União Africana, foi feito no encerramento da XIII Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da CPLP.

A Bienal da Paz de Luanda vai assinalar o 40° aniversário do Dia Internacional da Paz. 

João Lourenço salientou que a actividade da CPLP não se restringe às questões económicas e reconheceu que a organização tem dado passos significativos em outras áreas de cooperação, em especial na promoção da língua portuguesa, na concertação política e na frente cultural.

O Presidente em Exercício da CPLP considerou a mobilidade decisiva, para uma maior aproximação entre os povos da organizaçáo, tendo em vista a cooperação económica, o enriquecimento da língua portuguesa e para um maior intercâmbio cultural e turístico. 

Na sua intervenção, o Estadista angolano manifestou a solidariedade dos Estados membros ao povo de Moçambique, pelo sofrimento provocado pelas acções de terrorismo, que atingiram seriamente a província de Cabo Delgado.

A reunião de hoje, prosseguiu, reforça a consciência da necessidade de uma cooperação multilateral, que concorra para uma resposta rápida aos desafios presentes e futuros e para uma saída da grave crise sistémica em que se encontra o mundo. 

Expressou "profunda gratidão" pela participação das diferentes delegações nos debates, o que contribuiu para o reforço do sentimento de unidade comunitária.

Íntegra do discurso no encerramento da XIII Conferência da CPLP - ANGOP