Governador quer maior adesão ao registo eleitoral oficioso

Menongue - O governador do Cuando Cubango, Júlio Bessa, apelou esta sexta-feira à população maior adesão aos postos de registo eleitoral oficioso já existentes, por formas a actualizar os dados enquanto cidadãos potencialmente eleitorais e participarem do pleito previsto para 2022.

Júlio Bessa fez esse apelo quando falava à imprensa, no final da entrega de sete viaturas aos administradores municipais do Calai, Cuangar, Cuito Cuanavale, Dirico, Mavinga, Nankova e Rivungo, no âmbito da segunda fase do registo eleitoral oficioso, que arranca no próximo dia 25 de Outubro.

“Estamos satisfeitos e a entrar para a segunda fase que vai abranger sete municípios e seis comunas, e espero que a população adira aos registos porque é importante”, realçou.

Apontou que os principias constrangimentos que se registam até ao momento devem-se à complexidade geográfica da província, que é muito extensa e com muitas dificuldades de acesso, mas assegurou o apoio necessário do Ministério da Administração do Território.

Conforme disse, tudo continua a ser feito no sentido de se cumprir com as datas previamente estabelecidas que, a princípio, aponta para Março de 2022 como indicativa para encerramento do registo, pelo que diariamente está a ser feita uma avaliação da situação, com vista a um possível reforço de meios para a se atingir os nove municípios.

Até ao momento já foram registados mil e 800 cidadãos nos municípios de Menongue e Cuchi, onde todas as condições estão criadas para o pleno funcionamento dos balcões nas referidas sedes.

No total, serão abertos, nesta segunda fase, 13 Balcões Único de Atendimento ao Público, nas sedes municipais e comunais.

Júlio Bessa fez esse apelo quando falava à imprensa, no final da entrega de sete viaturas aos administradores municipais do Calai, Cuangar, Cuito Cuanavale, Dirico, Mavinga, Nankova e Rivungo, no âmbito da segunda fase do registo eleitoral oficioso, que arranca no próximo dia 25 de Outubro.

“Estamos satisfeitos e a entrar para a segunda fase que vai abranger sete municípios e seis comunas, e espero que a população adira aos registos porque é importante”, realçou.

Apontou que os principias constrangimentos que se registam até ao momento devem-se à complexidade geográfica da província, que é muito extensa e com muitas dificuldades de acesso, mas assegurou o apoio necessário do Ministério da Administração do Território.

Conforme disse, tudo continua a ser feito no sentido de se cumprir com as datas previamente estabelecidas que, a princípio, aponta para Março de 2022 como indicativa para encerramento do registo, pelo que diariamente está a ser feita uma avaliação da situação, com vista a um possível reforço de meios para a se atingir os nove municípios.

Até ao momento já foram registados mil e 800 cidadãos nos municípios de Menongue e Cuchi, onde todas as condições estão criadas para o pleno funcionamento dos balcões nas referidas sedes.

No total, serão abertos, nesta segunda fase, 13 Balcões Único de Atendimento ao Público, nas sedes municipais e comunais.