Paulo Flores encanta no Festival Nossa Lisboa

  • Portugal - Show de Paulo Flores no Coliseu de Lisboa
Lisboa (Da correspondente)- O músico angolano Paulo Flores participou, na noite de sexta-feira, na primeira edição do Festival Nossa Lisboa, no Altice Arena, na capital Lusa.

Paulo Flores, ao seu estilo angolano, cantou e encantou o público com as suas canções que transmitem mensagens de amor, irmandade e união.

O Festival de música é constituído com um cartaz em exclusivo por artistas residentes na Grande Lisboa. 

O festival decorre durante duas noites com 18 concertos em três palcos.

Com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, este novo Festival tem como objetivo representar a junção, a irmandade, os ritmos, a cor, a alegria e a partilha de costumes de todas as raças através da música, partindo da forte ligação de todas as comunidades de língua portuguesa que residem na Grande Lisboa.

O Fado, as mornas e coladeiras, o funaná, o kizomba e o semba, a marrabenta, o samba e a Nova Música do Brasil constituem os ritmos da cidade de Lisboa.

A acção está espalhada por três palcos durante dois dias, das 19H00 até as 1H30, nomeadamente no Palco Arena, na Sala Tejo e o Palco Ermelinda Freitas.

Sexta-feira actuaram Paulo Flores, Calema, Mayra Andrade, Toty Sa’Med, Luca Argel, Bonga, Cubita, Irma e Rua das Pretas.

Para este sábado, a agenda reserva as actuações de Nancy Vieira com Fred Martins, Nelson Freitas, Ana Moura, Ivandro, Selma Uamusse, Valete, Edgar Domingos, Blacci e Soraia Ramos com Lisandro Cuxi.

 

 

Paulo Flores, ao seu estilo angolano, cantou e encantou o público com as suas canções que transmitem mensagens de amor, irmandade e união.

O Festival de música é constituído com um cartaz em exclusivo por artistas residentes na Grande Lisboa. 

O festival decorre durante duas noites com 18 concertos em três palcos.

Com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, este novo Festival tem como objetivo representar a junção, a irmandade, os ritmos, a cor, a alegria e a partilha de costumes de todas as raças através da música, partindo da forte ligação de todas as comunidades de língua portuguesa que residem na Grande Lisboa.

O Fado, as mornas e coladeiras, o funaná, o kizomba e o semba, a marrabenta, o samba e a Nova Música do Brasil constituem os ritmos da cidade de Lisboa.

A acção está espalhada por três palcos durante dois dias, das 19H00 até as 1H30, nomeadamente no Palco Arena, na Sala Tejo e o Palco Ermelinda Freitas.

Sexta-feira actuaram Paulo Flores, Calema, Mayra Andrade, Toty Sa’Med, Luca Argel, Bonga, Cubita, Irma e Rua das Pretas.

Para este sábado, a agenda reserva as actuações de Nancy Vieira com Fred Martins, Nelson Freitas, Ana Moura, Ivandro, Selma Uamusse, Valete, Edgar Domingos, Blacci e Soraia Ramos com Lisandro Cuxi.