Orquestra Camarata regressa aos palcos com show intimista

Luanda – A Orquestra Camarata de Luanda regressou, na noite desta quinta-feira, aos palcos com a realização de um concerto intimista de música clássica e barroca, depois de um ano inativa.

Do repertório, ouviu-se clássicos de todos os tempos, de artistas nacionais e estrangeiros, tocados por talentosos jovens instrumentalistas da orquestra.

Com espaço lotado tendo em conta as medidas de prevenção da Covid-19, a Orquestra esteve em palco por 1h30 minutos.

Na ocasião o maestro do grupo, Félix da Costa, disse terem ficado um ano inativo devido as restrições impostas pela pandemia.

Explicou que o concerto, que estava idealizado para Outubro foi realizado esta quinta-feira devido ao factos de que alguns dos membros  terem que se ausentar do país por algum período.

Anunciou um concerto de músicas africanas ainda para este ano, com o intuito de representar cada país do continente.

Apelou a um maior investimento e incentivo por parte do Estado e dos empresários nacionais para que mais orquestras e de qualidade surjam no país.

A Orquestra foi fundada a 2 de Dezembro, de 2017, por iniciativa do maestro Félix da Costa e Cristiano Quizembe.

Do repertório, ouviu-se clássicos de todos os tempos, de artistas nacionais e estrangeiros, tocados por talentosos jovens instrumentalistas da orquestra.

Com espaço lotado tendo em conta as medidas de prevenção da Covid-19, a Orquestra esteve em palco por 1h30 minutos.

Na ocasião o maestro do grupo, Félix da Costa, disse terem ficado um ano inativo devido as restrições impostas pela pandemia.

Explicou que o concerto, que estava idealizado para Outubro foi realizado esta quinta-feira devido ao factos de que alguns dos membros  terem que se ausentar do país por algum período.

Anunciou um concerto de músicas africanas ainda para este ano, com o intuito de representar cada país do continente.

Apelou a um maior investimento e incentivo por parte do Estado e dos empresários nacionais para que mais orquestras e de qualidade surjam no país.

A Orquestra foi fundada a 2 de Dezembro, de 2017, por iniciativa do maestro Félix da Costa e Cristiano Quizembe.