Administração do Cazenga realiza seminário sobre Agostinho Neto

  • Agostinho Neto - Primeiro Presidente de Angola
Luanda - A administração municipal do Cazenga realiza um seminário de capacitação sobre a vida e obra de António Agostinho Neto, o primeiro presidente de Angola, no âmbito das comemorações dos 99 anos do seu nascimento.

O seminário de capacitação sob o lema " Com os ideais de Neto, honremos a pátria Angolana", aberto na quinta-feira, visa  dar a conhecer os feitos do Herói Nacional às novas gerações, incentivar o estudo da sua vida e obra, elevar o espírito patriótico entre os jovens, assim como manter  fieis  aos seus ensinamentos enquanto estadista, homem de cultura  e médico.

Durante dois dias, os participantes vão abordar temas relacionados com sua genealogia, influência da igreja na formação intelectual, trajectória académica e o médico que se tornou referência.

O papel de Agostinho Neto  no movimento nacionalista clandestino, estratégia político militar no processo de luta de libertação nacional, contributo do pensamento e filosófica na conquista da independência de Angola e dos outros países, entre outros, constam dos temas em abordagem.

Na ocasião,  o administrador municipal do Cazenga, Tomás Bica, disse que cada cidadão deve, na sua comunidade, ser um mensageiro das obras do primeiro presidente para enaltecer os seus feitos para o engrandecimento de Angola.

No seu entender, o seminário deve inspirar os jovens  e fazer  nascer vários " Netos" para uma Angola cada vez melhor, onde as instituições de ensino devem continuar a revitalizar as escolas do ensino geral os conhecimentos das obras de Neto.

Na quinta-feira foi aberto um memorial, com  imagens de  António Agostinho Neto, Nelson Mandela entre outras figuras, em grafite, no largo da FIACO, distrito urbano do Tala Hadi.

O seminário de capacitação sob o lema " Com os ideais de Neto, honremos a pátria Angolana", aberto na quinta-feira, visa  dar a conhecer os feitos do Herói Nacional às novas gerações, incentivar o estudo da sua vida e obra, elevar o espírito patriótico entre os jovens, assim como manter  fieis  aos seus ensinamentos enquanto estadista, homem de cultura  e médico.

Durante dois dias, os participantes vão abordar temas relacionados com sua genealogia, influência da igreja na formação intelectual, trajectória académica e o médico que se tornou referência.

O papel de Agostinho Neto  no movimento nacionalista clandestino, estratégia político militar no processo de luta de libertação nacional, contributo do pensamento e filosófica na conquista da independência de Angola e dos outros países, entre outros, constam dos temas em abordagem.

Na ocasião,  o administrador municipal do Cazenga, Tomás Bica, disse que cada cidadão deve, na sua comunidade, ser um mensageiro das obras do primeiro presidente para enaltecer os seus feitos para o engrandecimento de Angola.

No seu entender, o seminário deve inspirar os jovens  e fazer  nascer vários " Netos" para uma Angola cada vez melhor, onde as instituições de ensino devem continuar a revitalizar as escolas do ensino geral os conhecimentos das obras de Neto.

Na quinta-feira foi aberto um memorial, com  imagens de  António Agostinho Neto, Nelson Mandela entre outras figuras, em grafite, no largo da FIACO, distrito urbano do Tala Hadi.