AOA terá núcleos por todo o país em cinco anos

  • Sara Tavares, coordenadora nacional de formação do COA (Comité Olímpico Angolano)
Luanda - A expansão de núcleos da Academia Olímpica Angolana (AOA) nas 18 províncias do país, bem como a introdução da história deste movimento nas escolas são as principais metas da instituição nos próximos cinco anos.

Em declarações à ANGOP, em Luanda, a presidente da instituição, Sara Tavares, afirmou ser objectivo levar o programa da organização pelo país inteiro, visando a integração de todos os membros.

Disse constar das prioridades, a introdução de um trabalho conjunto com o Ministério da Educação, a história do olimpísmo nas escolas, especificamente na disciplina de educação física

Eleita com 17 votos a favor, 12 contra e um nulo, a antiga atleta (lista A) venceu na concorrência sábado, o candidato da lista (B), Domingos Torres “Didi”.

A nova dirigente substitui no cargo Gustavo da Conceição, que acumulava a função de presidente do Comité Olímpico Angolano (COA) e da referida academia.

Sara Tavares notabilizou-se na modalidade do atletismo, tendo iniciado em 1980, no CDUA.

Representou o 1º de Agosto e selecção nacional ao longo dos anos e encerrou a carreira em 1991.

Foi treinadora do 1º de Agosto, vice-presidente da Federação Angolana de Atletismo e directora da referida academia nos últimos oito anos.

Ainda sobre o pleito, no mesmo acto, Adriano Nunes foi eleito director da academia Olímpica Angolana (AOA) e Maiomona Nzita para o cargo de coordenador do Conselho Pedagógico.

Pedro Agostinho, Ana Cristina Van-Dúnem, Manecas Madeira, José Cardoso de Lima, Jucelino Bento e Genivaldo Dias são os coordenadores da Eforia.

 

 

 

Em declarações à ANGOP, em Luanda, a presidente da instituição, Sara Tavares, afirmou ser objectivo levar o programa da organização pelo país inteiro, visando a integração de todos os membros.

Disse constar das prioridades, a introdução de um trabalho conjunto com o Ministério da Educação, a história do olimpísmo nas escolas, especificamente na disciplina de educação física

Eleita com 17 votos a favor, 12 contra e um nulo, a antiga atleta (lista A) venceu na concorrência sábado, o candidato da lista (B), Domingos Torres “Didi”.

A nova dirigente substitui no cargo Gustavo da Conceição, que acumulava a função de presidente do Comité Olímpico Angolano (COA) e da referida academia.

Sara Tavares notabilizou-se na modalidade do atletismo, tendo iniciado em 1980, no CDUA.

Representou o 1º de Agosto e selecção nacional ao longo dos anos e encerrou a carreira em 1991.

Foi treinadora do 1º de Agosto, vice-presidente da Federação Angolana de Atletismo e directora da referida academia nos últimos oito anos.

Ainda sobre o pleito, no mesmo acto, Adriano Nunes foi eleito director da academia Olímpica Angolana (AOA) e Maiomona Nzita para o cargo de coordenador do Conselho Pedagógico.

Pedro Agostinho, Ana Cristina Van-Dúnem, Manecas Madeira, José Cardoso de Lima, Jucelino Bento e Genivaldo Dias são os coordenadores da Eforia.