Angola tem novo chefe de missão aos jogos de Tóquio

  • Mário Rosa (dir) novo chefe de missão em Tóquio
Luanda – O vice-presidente do Comité Olímpico Angolano (COA), Mário Rosa, é o novo chefe da missão aos Jogos Olímpicos, a decorrer de 23 de Julho a 8 de Agosto, em (Tóquio), Japão, em substituição de Pedro Godinho.

A informação foi prestada à Angop, em Luanda, pelo secretário-geral da instituição, António Monteiro “Bambino”, explicando que o chefe de missão inicialmente proposto está indisponível por questões pessoais. 

O responsável, que falava no quadro de uma recente entrevista sobre a preparação de Angola ao evento, a ser publicada brevemente na íntegra, explicou que Mário Rosa assumirá as funções com a delegação de Angola já na Vila Olímpica, por questões administrativas.

Disse que actualmente as questões inerentes ao evento, bem como a relação com o Comité Organizador dos jogos estão a ser asseguradas por si, credenciado provisóriamente.

Mário Rosa dirigiu igualmente a missão do país na edição do Rio de Janeiro, em 2016.

Já desempenharam estas funções, Óscar Fernandes (Moscovo`1980), José Sardinha de Castro (Seúl`1988), Rogério Silva (Barcelona`1992), Carlos Teixeira “Cagi” (Atlanta`1996), Rui de Sá Dibala (Sidney`2000). Amílcar Silva (Atenas`2004) e António Monteiro “Bambino” (Bejing`2008 e Londres`2012).  

A informação foi prestada à Angop, em Luanda, pelo secretário-geral da instituição, António Monteiro “Bambino”, explicando que o chefe de missão inicialmente proposto está indisponível por questões pessoais. 

O responsável, que falava no quadro de uma recente entrevista sobre a preparação de Angola ao evento, a ser publicada brevemente na íntegra, explicou que Mário Rosa assumirá as funções com a delegação de Angola já na Vila Olímpica, por questões administrativas.

Disse que actualmente as questões inerentes ao evento, bem como a relação com o Comité Organizador dos jogos estão a ser asseguradas por si, credenciado provisóriamente.

Mário Rosa dirigiu igualmente a missão do país na edição do Rio de Janeiro, em 2016.

Já desempenharam estas funções, Óscar Fernandes (Moscovo`1980), José Sardinha de Castro (Seúl`1988), Rogério Silva (Barcelona`1992), Carlos Teixeira “Cagi” (Atlanta`1996), Rui de Sá Dibala (Sidney`2000). Amílcar Silva (Atenas`2004) e António Monteiro “Bambino” (Bejing`2008 e Londres`2012).