Apreendidas trezentas toneladas de carvão no Namibe

Moçâmedes- Trezentas toneladas de carvão foram apreendidas desde 2019 até a presente data na província do Namibe, informou, hoje, o chefe de Departamento do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF), Pedro Chivela.

O produto está retido nos armazéns do IDF em Moçâmedes, aguardando pelo desfecho dos processos crimes dos infractores remetidos aos órgãos de justiça.

Em declarações à Angop, o responsável disse que o IDF não tem competências legais para dar destino a este produto apreendido, sem que se respeite os prazos que a legislação estabelece.

Para além do carvão, o responsável informou igualmente a apreensão no mesmo período de    96  contendores de madeira “mussili”,  provenientes da província do Cuando-cubango, no total de mil 341 metros cúbicos.

Apontou como principais mercados de madeira a República da China,  a Turquia,  Singapura, Itália e Portugal.

 

O produto está retido nos armazéns do IDF em Moçâmedes, aguardando pelo desfecho dos processos crimes dos infractores remetidos aos órgãos de justiça.

Em declarações à Angop, o responsável disse que o IDF não tem competências legais para dar destino a este produto apreendido, sem que se respeite os prazos que a legislação estabelece.

Para além do carvão, o responsável informou igualmente a apreensão no mesmo período de    96  contendores de madeira “mussili”,  provenientes da província do Cuando-cubango, no total de mil 341 metros cúbicos.

Apontou como principais mercados de madeira a República da China,  a Turquia,  Singapura, Itália e Portugal.