Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Turismo

13 Outubro de 2012 | 20h53 - Atualizado em 13 Outubro de 2012 | 20h53

Executivo projecta criação de Guiché Único do Turismo e fundo de desenvolvimento

Workshop

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda - O Executivo angolano, através do Ministério da Hotelaria e Turismo, vai criar em breve um Guiché Único do Turismo, com o objectivo de facilitar os operadores e empresários interessados em investir no sector a obterem informações sobre a área e tratarem documentos ou constituírem processos que os permite operar no mercado.

"Além do “GUT”, o Executivo pretende criar também um Fundo de Desenvolvimento do Turismo (FDT), para ajudar a materializar projectos de iniciativa privada e, desta forma, impulsionar o crescimento do sector e da economia", informou esta sexta-feira, em Luanda, o director do Gabinete de Estudos e consultor do ministério de tutela, Carlos Borges, num workshop enquadrado na BITUR/2012.

“Tal como acontece com outros sectores, a nível do turismo também achamos fundamental a existência de um Guiché Único do Turismo com todos os serviços administrativos, inerentes à actividade para permitir as pessoas tratarem num mesmo espaço vários assuntos que se interligam ou relacionam. Pois, isto ajuda a racionalizar o tempo e a acelerar o processo” – disse.

De acordo com Carlos Borges, há ainda perspectivas de se criar postos de informação turística e marcas que identifiquem o turismo em cada uma das 18 províncias do país, com fundamento na realidade cultural, linguística, geográfica, sociológica, antropológica, hidrográfica, climatérica, entre outros aspectos relacionados com a fauna, flora, hábitos e costumes.

Este consultor do Minhotur, que dissertava sobre o “Plano Director do Turismo/Pólos de Desenvolvimento Turístico/Projecto Okavango-

Zambeze”, explicou que os referidos projectos fazem parte de um conjunto de 15 acções constantes do referido plano (PDT), que deverá ser implementado na plenitude num prazo de dez anos.

Acrescentou que o mesmo plano (aprovado a 12 de Outubro de 2011) prevê para o próximo ano a aposta no turismo interno, e até 2015 atingir a integração regional a nível da África Austral, essencialmente através do projecto transfronteiriço e de conservação ambiental Okavango- Zambeze, que abarca Angola, Zimbabwe, Namíbia, Botswana e Zâmbia.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 01/07/2013 14:49:21

    Motoqueiros angolanos da China Way chegam a Varsóvia

    Varsóvia - O grupo de sete motoqueiros, cinco dos quais angolanos, da Expedição China Way, para dar a volta ao mundo, pernoita hoje, segunda-feira, em Varsóvia, Polónia, idos de Praga, República Checa. Trata-se de José Madaleno, Jorge Portugal, Mário Fontes, Nuno Gomes, Bruno Carreira, Miguel ...

  • 29/06/2013 21:39:34

    Grupo Opaia aposta no mercado são-tomense

    São Tomé (Da enviada especial) – O grupo Opaia, de capital angolano, pretende estender a sua rede de hotéis nas 18 províncias do país e também nas Repúblicas de Cabo Verde e São Tomé, estando na forja um estudo de viabilidade para a sua implementação nestes três territórios africanos. Esta ...

  • 11/06/2013 18:23:45

    Sector do Turismo conta com curso de Doutoramento em Turismo e Desenvolvimento

    Luanda - O primeiro curso de Doutoramento em Turismo e Desenvolvimento iniciou hoje (terça-feira), em Luanda, com oito profissionais de sector, numa iniciativa do Ministério da Hotelaria e Turismo de Angola. De acordo com o ministro da Hotelaria e Turismo, Pedro Mutindi, que falava no acto da ...

  • 25/04/2013 22:40:21

    Estratégia externa do Minhotur assenta na captação de investimentos

    Luanda - A captação de recursos e a vontade de investimentos capazes de potenciar a construção de infra-estruturas que vão dar oferta competitiva ao mercado angolano e à região austral do continente africano constituem os principais focos da estratégia externa do Ministério da Hotelaria e ...