Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

16 Julho de 2009 | 12h50 - Atualizado em 16 Julho de 2009 | 12h50

Resgate de valores morais e cívicos passa pela reestruturação das famílias

Uíge

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Uíge - A directora provincial da Família e Promoção da Mulher, Emília Dias Fernandes advogou hoje, quinta-feira, no Uíge, a necessidade de reestruturação das famílias como uma das soluções para o resgate dos valores morais e éticos perdidos em consequência do período de conflito armado que assolou o país.


Em declarações à Angop, Emília Dias Fernandes disse que a contenção da perda de valores morais e éticos passa necessariamente pela educação e reestruturação das famílias, como núcleo fundamental para edificação de uma sociedade.


Reconheceu os efeitos da guerra que devastou a nação durante varias décadas, trazendo crise social e perda de amor ao próximo, valores morais e éticos, a responsável defendeu a necessidade de toda a sociedade se envolver na sensibilização dos angolanos, tendo como ponto de partida a família.


Para si, a luta pelo resgate de valores morais e éticos não constitui apenas uma tarefa da polícia nacional ou das autoridades ligadas a justiça.


Emilia Fernandes disse ser necessário o envolvimento redobrado da sociedade, nomeadamente famílias, escolas, igrejas, sociólogos e psicólogos, na recuperação dos valores morais e éticos perdidos.


"A educação nas escolas, igrejas e famílias joga um papel preponderante na recuperação dos valores morais e cívicos, com vista à criação de uma sociedade ordeira", afirmou.


Acrescentou que a direcção vai trabalhar com o governo local para realizar diversas actividades, como palestras e encontros, no sentido de educar a sociedade no que concerne a recuperação dos valores morais e cívicos.


Por seu turno, Manuel Lopes, funcionário público, é a favor da reeducação da população, para o resgate dos valores morais e éticos, sublinhando que a guerra está na base de alguns comportamentos negativos.


Para ele, o processo passa também pelo reenquadramento das famílias angolanas, por formas a torná-las mais coesas e capazes de enfrentar os desafios que a vida impõe no seu dia-a-dia.

Assuntos Província » Uíge  

Leia também
  • 26/08/2013 18:30:44

    Peregrinos satisfeitos pela ordenação episcopal de Dom Luzizila Kiala

    Em declarações hoje à Angop, Joana Daniel Bastos, proveniente de Malanje para tomar parte na peregrinação, disse estar satisfeita com a forma como a província do Uíge preparou a cerimónia. “Gostei muito, a partir do local dos fiéis todos uniformizados e identificados. Isso deixa-me crer ...

  • 26/08/2013 18:26:01

    Vacinadas mais de três mil cabeças de gado bovino

    Em declarações feitas hoje à Angop, o chefe do departamento dos Serviços de Veterinária no Uíge, Abreu dos Santos Cumuelo, informou que estas cabeças de gado foram vacinadas nos municípios do Negage, Bungo, Uíge e Damba e outras tantas terão o mesmo fim no âmbito da campanha que prossegue ...

  • 25/08/2013 22:49:59

    Dom Luzizila Kiala assegura servir com paciência e alegria rebanho de Cristo

    O prelado, que falava na cerimónia da sua ordenação, escolheu como lema do seu episcopado “paciência e alegria no servir”, por ser um desafio realizável se os cristãos confiarem em Deus. Reconheceu ser difícil que, no mundo actual, caracterizado pelo materialismo, haja alguém capaz de fazer ...

  • 25/08/2013 22:48:40

    Nunciatura pede mais orações para sucesso da missão do novo bispo do Sumbe

    Ao falar no acto, destacou a importância da unidade em oração, para que se possa atingir resultados satisfatórios. Na ocasião, manifestou a sua satisfação pela entrada no ministério episcopal de mais um filho da igreja em Angola. “É mais um servidor da seara do Senhor que, como Abraão, ...