Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

24 Setembro de 2008 | 00h11 - Atualizado em 24 Setembro de 2008 | 17h09

Escritor Manuel Pacavira lança obra "Memórias"

Literatura

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda - O escritor angolano Manuel Pedro Pacavira lançou terça-feira, a noite, na Casa 70, em Luanda, um livro intitulado "Memórias", com vista a enriquecer a história de Angola, no concernente as lutas contra a opressão colonial.



Em declarações aos jornalistas a margem do acto, Manuel Pedro Pacavira disse que o livro “Memórias” representa um contributo para a compreensão do processo de descolonização, bem como os acontecimentos políticos da antiga colónia portuguesa, entre o 25 de Abril de 1974 e Março de 1976, data em que se retiraram do país os invasores sul africanos.



Manuel Pedro Pacavira, também Embaixador de Angola na Itália, afirmou que a obra literária revela factos sobre o período exaltante da história de Angola, sublinhado pela realidade que é a matriz da moderna literatura angolana.



Por outro lado, o escritor enfatizou que na aludida obra procura-se homenagear todos os nacionalistas que desempenharam o seu papel determinante na época de opressão colonial, em particular o primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, no período de transição para a independência nacional.



O livro está dividido em quatro partes, entre elas a caracterização da situação prevalecente em 1974, a narração das acções que se desenvolveram a resistência aos colonialistas, o período de transição em que Agostinho Neto dirige as acções político e militar. Na quarta e última estão expostas fotografias e documentos.



Apelou aos jovens a analisarem a obra, bem como investigá-la com o objectivo de completá-la, tendo em conta a dimensão da história de Angola.

Por sua vez, o ministro do Interior, Roberto Leal Monteiro “Ngongo”, disse à Angop que a literatura política vai contribuir para o conhecimento amplo sobre a vida política do país, esclarecendo deste modo, sobretudo, a camada mais jovem.



Já o bispo reformado da Igreja Metodista Unida, Emílio de Carvalho, enalteceu a obra, por a mesma transmitir o contexto em que se processou a independência nacional, com vista a proporcionar um conhecimento amplo da história de Angola.



Participaram do acto, entre outros, alguns membros do Governo, do bureau político do MPLA, do corpo diplomático acreditado em Angola, representantes de partidos políticos.



Manuel Pedro Pacavira é autor de várias obras literárias, nomeadamente “Gentes do Mato”, “Boneca”, “Nzinga Mbandi”, “Ndalatando em Chamas”, “O 4 de Fevereiro pelos Próprios” e “JES, Uma Vida em Prol da Pátria”.



O escritor Manuel Pedro Pacavira foi igualmente fundador da Biblioteca Nzinga Mbandi, co-fundador da Revista “O campo” e ainda fundador do jornal “Kilombo Kwanza Norte Actualidade”.



O livro “Memórias”, de 208 páginas, é comercializado a 1.500 kwanzas nas diversas livrarias e editoras a nível nacional.

Assuntos Província » Luanda  

Leia também
  • 23/08/2013 06:54:15

    Yuri da Cunha apresenta "Kandengue Atrevido" com um pequeno show

    O Max single do músico, que será comercializado, nos dias 24 e 25 do mês corrente, no Parque da Independência e no Belas Shopping, surge em consequência da reacção desfavorável que os fãs demonstraram por causa dos longos intervalos de tempo que o artista observava para publicar os seus ...

  • 21/08/2013 01:20:50

    Luanda Cartoon ressalta talento dos cartoonistas nacionais e estrangeiros

    Para João Mascarenhas, participante do referido festival, que falava à Angop, afirmou que as obras em exposição têm qualidade para serem presentes em eventos internacionais de BD. João Mascarenhas ressalta a dedicação do Estúdio Olindomar na dinamização deste evento de BD em Angola, ...

  • 20/08/2013 09:27:39

    Artesanato angolano com temáticas diversificadas

    “Mulher Mumuila”, “ Mulher Batuqueira”, “ Palanca Negra Gigante”, “ Paisagem africana”, bem como o retrato de autoridades tradicionais angolanas fazem parte do imenso “menu” dos artesões nacionais. Estas temáticas estão gravadas em suportes artísticos como a madeira, a pedra, as telas e ...

  • 19/08/2013 08:48:28

    Hoje é o dia Mundial da Fotografia

    Normal 0 21 false false false PT X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 Luanda - Assinala-se hoje, 19 de Agosto, o Dia Mundial da Fotografia, proclamado ...