Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

28 Junho de 2006 | 10h32

Bié: Governo enaltece espírito e bravura dos mártires do Kuito

Kuito

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Kuito, 28/06 - O governo do Bié enalteceu hoje o espírito e bravura de todos quantos tombaram em defesa da cidade do Kuito logo após o eclodir da guerra pós-eleitoral, em 1992.

Num comunicado de imprensa emitido por ocasião do Dia dos "Mártires da Cidade do Kuito", que hoje se assinala, o executivo biéno reconhece o trabalho realizado por todos aqueles que contribuíram na defesa da cidade, sitiadadurante nove meses.

O documento destaca que o 28 de Junho, tornou-se uma data memorável, fazendo parte do processo histórico do povo angolano em geral e dos bienos em particular, por consagrar o dia dos Mártires do Kuito.

Recorda que foi nesta data, no ano de 1994 que os habitantes do Kuito, "viveram a ânsia da conquista da paz e a esperança de uma vida melhor, por se ter rompido o cerco e alargado o espaço de circulação dos citadinos, dando assim o inicio de uma nova era".

A nota do governo acrescenta que volvidos 12 anos após o 28 de Junho de 1994 e quatro anos depois da conquista da paz, o povo angolano tem vindo a somar grandes vitórias no que concerne a implementação dos programas de desenvolvimento sócio-económico da província e em particular da cidade do Kuito.

Refere que "é preciso que cada cidadão tome consciência de que a soma de pequenas e grandes acções leva, necessariamente à mudanças progressivas, conducentes à melhoria da qualidade de vida das populações".

O comunicado de imprensa do governo provincial, revela que neste momento em que se vive ainda o calor da participação positiva da selecção de Angola no mundial de futebolda Alemanha, "se deve transformar o 28 de Junho num momento de reflexão sobre o contributo que cada filho desta terra deve prestar com vista a garantir o seu desenvolvimento integral, harmonioso e sustentável".

"Limpemos as lágrimas e empunhemos as armas da reconstrução lutando para que o Kuito, nossa cidade querida, defendida com sangue de quantos partiram seja reconstruído para que as presentes e futuras gerações possam viver a vida que sonharam nas horas difíceis da resistência", sublinha o documento.

O governo do Bié termina exortando a todos os biénos a comemorarem o 28 de Junho, transformando-a numa jornada de luta para a consolidação da paz, unidade nacional, tolerância e convivência pacífica.