Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

14 Abril de 2013 | 12h10 - Actualizado em 14 Abril de 2013 | 11h36

AJAPRZ distribui bens de primeira necessidade a idosos do Golungo Alto

Kwanza Norte

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Golungo Alto - Pelo menos 800 idosos e pessoas vulneráveis do município do Golungo-Alto, província do Kwanza Norte, beneficiaram nesta semana de diversos bens de primeira necessidade doados pela Associação dos Jovens Provenientes da Zâmbia (AJAPRZ).

Entre os bens entregues constam cobertores, sabão, utensílios domésticos, cadeiras de rodas, motorizadas, bicicletas, electrodomésticos como geradores eléctricos, geleiras, arcas, rádios, televisores, bem como kits de parabólica e fogões, entre outros bens, resultantes de uma iniciativa da referida associação versada na assistência à pessoas carenciadas.

Por outro lado, a acção da AJAPRZ foi ainda direccionada a 100 estudantes do primeiro e segundo ciclos do município, contemplados com computadores portáteis, televisores, motorizadas, arcas, geleiras, fogões a gás, rádios, plasmas e kits de parabólicas.

Na ocasião, o presidente da AJAPRZ, Bento Raimundo, garantiu que a sua organização continuará a apoiar mais famílias carenciadas em vários pontos do país.

Já o administrador municipal do Golungo Alto, Cirilo Matias Mateus, enalteceu o gesto da organização que, no seu entender, vem dar resposta às necessidades com que se debatem mais de 34 mil famílias em situação difícil na região.

O responsável manifestou-se preocupado com a situação difícil com que se debatem as populações das comunas de Cambondo, Kiluanje e Cerca, cujas culturas têm sido alvo da invasão de elefantes nos últimos tempos, uma situação que está a levar os cidadãos das referidas localidades a enfrentarem uma crise alimentar.

Leia também