Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

23 Janeiro de 2013 | 05h08 - Actualizado em 23 Janeiro de 2013 | 05h08

Professores do Instituto de Ciências Policiais refrescam conhecimentos

Benguela

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Benguela – Um grupo de professores que vão leccionar aulas no ano lectivo 2013, no Instituto Médio de Ciências Policiais (IMCP), no município da Baía Farta, província de Benguela, participa desde esta terça-feira num seminário de capacitação pedagógica, com o intuito de habilitá-los para a actividade docente-educativa.

Promovido pelo Comando Geral da Polícia Nacional (CGPN), o seminário de capacitação, o quarto do género, tem duração de quatro dias e está a formar os participantes em conteúdos sobre planificação de ensino, sistema de princípios didácticos e métodos e técnicas de ensino.

O sistema de avaliação de aprendizagem, o perfil do professor, a estratégia de ajuda aos cadetes com dificuldades de aprendizagem na gestão do tempo, bem como a importância das mediatecas no processo de ensino são outros dos temas constantes da agenda do encontro.

O comandante provincial de Benguela da Polícia Nacional, comissário António Maria Sita, que interveio na abertura, em representação do comandante-geral da corporação,

comissário geral Ambrósio de Lemos, falou da importância da acção formativa, pois irá potenciar o corpo técnico do IMCP de conhecimentos científicos e profissionais no campo da ciência pedagógica na vertente de planificação.

O comissário António Maria Sita salienta que este seminário veio ao encontro da visão da corporação de que é preciso formar o homem policial com o perfil exigido e capaz de

corresponder as exigências de um Estado de Direito e Democrático, bem como da sociedade em geral.

Para o oficial superior da corporação, em Benguela, o curso de ciências policiais compreende uma matriz curricular de três anos para formação técnico-média de investigação criminal, de inspecção das actividades económicas, de segurança pública e rodoviária, de fiscalização aduaneira, de registos e transportes, assim como de guarda fronteira.

Estiveram presentes no acto de abertura do seminário, o director do Instituto Médio de Ciências Policiais, sub-comissário Correia Laureano, o segundo comandante provincial

para Ordem Pública, sub-comissário Simão de Sousa Inglês, para além de membros do Conselho Consultivo Alargado do Comando local da PN.

Leia também