Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

11 Março de 2012 | 15h36 - Actualizado em 12 Março de 2012 | 09h30

Bispo católico enaltece benefícios da paz em Angola

Religião

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bispo auxiliar de Luanda, Dom Anastácio Cahango

Foto: Angop

Luanda - O bispo auxiliar de Luanda, Dom Anastácio Cahango, enalteceu, este domingo, os ganhos da paz e o trabalho efectuado pelo Executivo ao longo dos últimos dez anos.

O prelado católico fez este reconhecimento durante a homilia que proferiu hoje na missa realizada na Igreja da Sagrada Família, tendo citado o Chefe de Estado, José Eduardo dos Santos, quando afirmou que "tudo que alcançamos hoje no nosso país não são só efeitos da paz, mas também é fruto do trabalho do Executivo todos estes anos".

De acordo com o bispo auxiliar de Luanda, o crescimento do país em 10 anos de paz é irrepreensível, augurando que esse ritmo se mantenha.

"São apenas 10 anos de paz, mas parece que são mais por aquilo que foi feito", observou o bispo, asseverando que, para um bom entendedor, o Presidente da República diz que ninguém vai cruzar os braços para lamentar. Todos têm de dar a sua quota parte para o desenvolvimento.

Sobre a Páscoa, Dom Anastácio Cahango afirmou que este é um período de reflexão em que todos os fiéis devem tirar todas as mágoas dos seus corações perdoando a todos os que tenham feito mal.

" Este é um momento em que temos que perdoar uns aos outros, pois estamos num período em que celebramos a ressurreição de Cristo pelo que deve haver paz entre nós ", asseverou.

O bispo auxiliar de Luanda, Dom Anastácio Cahango foi acompanhado nesta missa pelo padre Eugénio, Pároco da Igreja Sagrada Família e fieis católicos.

Assuntos Província » Luanda  

Leia também