Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

17 Maio de 2006 | 17h05

Ruas do Kilamba-Kiaxi serão reabilitadas a partir do 2º semestre

Luanda

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Administrador do Kilamba Kiaxi, José Ranque Franque

Foto: Foto Angop

Luanda, 17/05 - A estrada Machado Saldanha, a partir da ponte do bairro Popular e a 17 de Setembro, município do Kilamba Kiaxi, em Luanda serão reabilitadas a partir do 2º semestre do ano em curso, no quadro da implementação do programa de investimentos públicos do governo, como afirmou hoje, o administrador da circunscrição, José Ranque Franque.

Em declarações à Angop, o delegado do poder administrativo na área, disse haver, por parte do governo central e provincial, projectos com vista a se reabilitar o anel circunscrito a Machado Saldanha, 17 de Setembro, Rua Direita do Sanatório, assim como do Cavalo Branco, por forma a se superar as dificuldades de circulação naquela zona da cidade de Luanda.

Como disse, as valas de drenagem do Cazenga a ligar com a Senado da Câmara deverão, de igual modo, merecer de intervenção de reabilitação, a Alípio Macieira (bairro popular), bem como o largo da Cimex e o São João na mesma circunscrição, devido à imperatividade em se melhorar o seusaneamento básico.

"Para a intervenção nas áreas asfaltadas, o governo contratou uma empresa chinesa (China International Fund Limitad), a qual deverá proceder à aplicação do tapete (asfalto), iluminação pública, rede de esgotos e sinalização, um projecto a ser implementado em paralelo com a melhoria do sistema de abastecimento de água potável" - asseverou Ranque Franque.

Projectos relacionados com a melhoria do fornecimento de energia eléctrica, acesso ao centro da cidade, postos médicos, bem como a criação ou reabilitação de vias alternativas (do antigo controlo do Golf até à zona da Sapú e Viana Sul) constituem outras premissas do governo a se implemetarna localidade.

De um tempo a esta parte, munícipes têm estado a reclamar o mau estado das estradas, as quais estão desprovidas das melhores condições de circulação e manifestaram o seu descontentamento em face das medidas paleativas implementadas para recuperação e manutenção das principais vias de acesso ao centro da cidade.

Contactados pela Angop, a maior parte dos cidadãos mostrou-se descontente com o tratamento dado às estradas, fundamentalmente nas imediações dos prédios do Golf I, na rua que dá acesso à estrada direita do hospital Sanatório (Palanca), no entrocamento junto à Biblioteca Kilamba e a entrada da escola "Angola e Cuba".

Os cidadãos convergiram em afirmações segundo as quais o maior problema do município reside na inexistência de esgotos para permitirem a evacuação das águas, tanto da chuva como a utilizada pelos moradores, obrigando a população a deitá-la na rua e consequentemente criar charcos na via pública.

O cidadão José Calota é de opinião que as operações levadas a cabo por quem de direito no sentido de pôr fim ao aspecto deplorável das estradas do município do Kilamba-Kiaxi, só surtirão o efeito desejado caso se implemente um sistema de esgotos capaz de suportar as enxurradas na época chuvosa e as necessidades dos moradores na evacuação das águas paradas encontradas no local.

O funcionário público Manuel Domingos afirma ser imperativa a tomada de medidas definitivas na recuperação e manutenção das estradas, não só as do Kilamba-Kiaxi, de modo a permitir maior fluides no tráfego, criar melhores condições de habitabilidade para os moradores da circunscrição e oferecer uma imagem melhor do município.

A cidadã Juliana Malembe realça a necessidade de se melhorar fundamentalmente a estrada que dá acesso à maternidade do Golf, devido a sua condição de receptor de pacientes para consultas e tratamentos muitas vezes em estado grave, ou até para evacuações dos mesmos rumo a outros estabelecimentos de sanidade.

Com propósitos idênticos, Marta Juelma salienta que com o passar dos tempos e a deterioração as estradas a nível do município do Kilamba-kiaxi, os munícipes estão privados das corridas dos autocarros das diferentes operadores da capital (os mesmos passam pelo Cavalo Branco e vão até ao Golf II ou saiem de Viana II até ao Avô Kumbi), devido ao seu mau estado de conservação, obrigando os moradores a optarem pelas correrias nos táxis.

O jovem Andrei Kalei mostrou-se triste por não mais poder sair de casa a base de autocarros, nem circular devidamente na época chuvosa devido às poças de água e pântanos que se criam logo após as chuvas ou as águas atiradas para a rua pelos vizinhos.

O desejo dos moradores traduz-se na recuperação completa das estradas a nível do município, com o devido sistema de esgotos, por forma a facilitar a vida dos moradores da circunscrição "kilambista" e melhorar o aspecto deplorável apresentado pelas ruas da municipalidade.

O responsável pela circunscrição do município do Kilamba-Kiaxi apela a calma os seus concidadãos, pois, o programa de investimentos públicos do Governo prevê a superação das dificuldades vividas pelos munícipes, como provam as obras de recuperação de raiz em curso na comuna do Neves Bendinha, reflexo do esforço do governo em melhorar aspectos afins.