Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

27 Agosto de 2012 | 17h09 - Actualizado em 27 Agosto de 2012 | 18h17

Governador de Luanda inaugura centro materno infantil no bairro Benfica

Inauguração

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Governador Bento Bento durante a inauguração do centro materno infantil

Foto: Angop

Luanda - O governador de Luanda, Bento Sebastião Bento, inaugurou hoje, segunda-feira, o centro materno infantil no bairro do Benfica, município de Belas, com capacidade de realizar cinco partos em simultâneo e atender por dia mais de 100 pessoas por dia em diversas especialidades.  

 Com trinta camas para internamento, o centro possui farmácia, sala de planeamento familiar, banco de urgência, medicina, pediatria, obstetrícia, pré-natal, laboratório e bloco operatório e uma área apropriada para o programa de promoção de saúde e prevenção a doenças. O director municipal da saúde de Belas, Domingos Cristóvão, disse que antes existia no local um pequeno centro de saúde e este foi ampliado e reabilitado passando a contar com as salas de internamento, bloco operatório e sala de partos.

Domingos Cristóvão afirmou que a ampliação do centro no âmbito do programa de combate à fome e pobreza é uma aposta do governo na concretização da melhoria de assistência médica e medicamentosa à população.  Disse ainda que os moradores do Benfica e arredores deixarão a partir de hoje de recorrer à realização de partos domiciliares e optarem para uma assistência médica mais segura durante a gestação e parto.        

O director do centro materno infantil, Emanuel Ventura Ngunza, adiantou que a instituição está vocacionada ao atendimento de mulheres e crianças, mas vai ter uma gama de serviços que fazem parte do atendimento aos cuidados primários de saúde.

 Apontou como uma mais-valia a abertura do banco de urgência 24 horas por dia, serviço de maternidade, programa alargado de vacinação, tisiologia, entre outros serviços que serão assegurados por 70 técnicos, entre médicos, enfermeiros e pessoal auxiliar.

Assuntos Angola  

Leia também