Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

29 Setembro de 2011 | 04h45 - Actualizado em 29 Setembro de 2011 | 04h44

Autoridades registam mais de dois mil casos de doenças

Kwanza Norte

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ndalatando - Dois mil 292 casos de doenças tropicais negligenciadas, sem mortos, foram registados pelas autoridades sanitárias do Kwanza Norte, durante o primeiro semestre deste ano, apurou hoje, a Angop.

    

 O chefe em exercício da secção de controlo e combate as grandes endemias, Barros Francisco Pegado, que prestou a informação à Angop, reconheceu que neste período registou-se uma diminuição de menos 29 casos, comparativamente a anterior estatística.

Segundo ele, dos casos notificados, mil 993 foram de schistossomiase (infecção caracterizada pela ocorrência de sangue na urina) e 299 de filariase (infecção provocada pelo parasita da filaria e que se caracteriza pelo aparecimento de nódulos e inflamação dos membros inferiores).

Os municípios de Ambaca, Banga, Ngonguembo, Golungo-Alto e Bolongongo foram consideradas as regiões mais endémicas.

Disse que o sector da saúde perspectiva, no âmbito do programa de combate às doenças tropicais negligenciadas, a realização de acções de prevenção consubstanciadas no tratamento massivo de populares infectados.

Durante o primeiro semestre de 2010, foram registados na província um total de mil 945 casos de schistossomiases e 376 de filariases, sem provocar óbitos, concluiu.

Leia também