Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

19 Março de 2011 | 09h21 - Actualizado em 19 Março de 2011 | 09h21

Baixa taxa de mortalidade materna/infantil no Hospital Geral do Huambo

Saúde

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huambo - A taxa de mortalidade materna/infantil no Hospital Geral do Huambo baixou, nos primeiros meses deste ano, para dez porcento, comparativamente a igual período do ano anterior, fruto do aumento do número de técnicos de enfermagem e da aquisição de meios de diagnóstico clínico de melhor qualidade.


A informação foi dada sexta-feira, no Huambo, pelo o médico Jorge de Deus, da secção de maternidade da maior unidade hospitalar da província, durante uma visita efectuada por um grupo mulheres pertencentes ao secretariado provincial da JMPLA a secção de maternidade.


O médico, que reconheceu os esforços empreendidos pela direcção do Hospital Geral, informou que até 2010 a secção de maternidade registava uma taxa de mortalidade materna/infantil acima dos 90 porcento.


Durante a visita, a responsável da área de promoção social e género do secretariado provincial da JMPLA, Lisiane Mbouanga Taty, afirmou que a brigada de saúde da organização juvenil do MPLA vai, doravante, trabalhar com a direcção do hospital na sensibilização das mulheres levando-as a aderir as consultas de ginecologia e pré-natal.


Lisiane Taty manifestou-se satisfeita com o trabalho desenvolvido pelos profissionais da área de maternidade, fundamentalmente, na redução da mortalidade materna, antes, durante e pós parto.
 

Afirmou que a visita se insere nas actividades programadas pelo secretariado provincial da JMPLA para homenagear o mês de Março, internacionalmente consagrado à mulher.

 
Por sua vez, o administrador do Hospital Geral do Huambo, Bernardo Domingo Elevaco, considerou ser de grande importância a iniciativa das mulheres filiadas na JMPLA, uma vez que demonstra solidariedade e intercambio nas acções de promoção da saúde.


Disse que de Janeiro a Fevereiro do ano em curso a secção de maternidade realizou mil 762 partos, dos quais 161 bebes nasceram mortos, em virtude das mães não terem efectuado as consultas pré-natais.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também