Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

19 Agosto de 2010 | 10h19 - Actualizado em 19 Agosto de 2010 | 10h19

Programa de combate à schistosomíase em Lucala ganha Financiamento

Kwanza Norte

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Lucala  – Um milhão e 200 mil Kwanzas é o montante disponibilizado pela empresa “GDK-Angola” ao sector da Saúde, no município do Lucala, província do Kwanza Norte, com vista a realização de campanhas de sensibilização e tratamento massivo da “schistossomíase” (infecção urinária caracterizada pela ocorrência de sangue na urina, resultante do uso de água não tratada.

Em declarações à Angop, o supervisor municipal do programa de combate às grandes endemias, Bosco António, enfatizou que a referida campanha vai abarcar a distribuição de 90 mil comprimidos de desparasitante “Albendazol” e "Parasiquantel” à população adulta e crianças do município, com vista a contenção da doença e evitar-se o registo de óbitos pela referida patologia.

Bosco Afonso aclarou que a campanha, iniciada quarta-feira última, vai decorrer até ao próximo dia 1 de Setembro, devendo abranger todas as localidades do município.

O mesmo revelou que as autoridades sanitárias do município registaram durante o primeiro semestre do ano em curso, 300 casos de schistosomíase provocados pelo consumo de água tirada directamente do rio Lucala e lagoas.

Entre os principais sintomas que caracterizam a doença, referiu, consta a insuficiência renal, inflação abdominal, dificuldades de gestação para as mulheres e para os casos mais graves, a morte do paciente.

Bosco Afonso apelou à população do referido município a aderir massivamente a referida campanha e a acatar os conselhos apresentados pelos técnicos de saúde durante as campanhas de mobilização sobre os riscos e métodos de prevenção da doença.

Leia também
  • 23/01/2015 04:22:17

    Cuanza Norte: Diagnosticados mais de 17 mil casos de malária no Golungo Alto em 2014

    Golungo Alto - Dezassete mil 366 casos de malária foram diagnosticados em 2014, no município do Golungo Alto, província do Cuanza Norte, pelas autoridades sanitárias da região, resultando na morte de quatro crianças menores de cinco anos, informou quinta-feira à Angop, o supervisor local do programa do controlo da malária, Gervásio Zacarias Camota.

  • 23/01/2015 03:46:04

    Cuanza Norte: CATV da Banga diagnostica três novos casos de sida em 12 meses

    Banga - Três novos casos de SIDA, mais dois em relação ao idêntico período do ano anterior, foram diagnosticados pelo no Centro de Aconselhamento e Testagem Voluntária (CATV) do município da Banga, Cuanza Norte, de Janeiro a Dezembro de 2014, de um total de mil 32 testes realizados.

  • 20/01/2015 11:03:40

    Cuanza Norte: Ngonguembo regista aumento de casos de malária

    Quilombo dos Dembos - Dois mil 462 casos de malária foram diagnosticados de Janeiro a Dezembro de 2014, no município do Ngonguembo, província do Cuanza Norte, mais mil e 353 em relação a idêntico período do ano anterior.

  • 20/01/2015 01:28:15

    Cuanza Norte: Finalistas de saúde iniciam defesa de trabalhos de fim de curso

    Ndalatando - Cento e vinte e oito alunos finalistas da escola de formação de técnicos de saúde “Arminda Faria”, em Ndalatando, Cuanza Norte iniciam nesta terça-feira, naquela cidade, a defesa de trabalhos de fim de curso (monografias), da 12ª classe correspondente a formação média, soube hoje á Angop de fonte oficial.