Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

11 Outubro de 2008 | 10h31 - Atualizado em 11 Outubro de 2008 | 14h59

Nomeação de novos vice-ministros constitui destaque

Resenha

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda - A nomeação dos novos vice-ministros para o Governo de Angola, pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, constituiu o destaque do noticiário político da semana.


Segundo uma nota dos Serviços de Apoio ao Presidente da República, foram indigitados, no total, 52 vice-ministros.

O Ministério do Interior é o que mais vice-ministros tem, com quatro, seguido dos ministérios da Defesa, Telecomunicações e Tecnologias da Informação e Agricultura, ambos com três cada um.   

 
Com dois vice estão os ministérios da Administração do Território, Planeamento, Comércio, Finanças, Pescas, Petróleos, Ambiente, Obras Públicas, Saúde, Educação, Cultura, Assistência e Reinserção Social, Juventude e Desportos.


O então director nacional do Comércio, Gomes Cardoso, foi indigitado para vice-ministro do Comércio, enquanto José Amaro Tati, até então governador da província do Bié, vai ocupar agora o cargo de vice-ministro da Agricultura.


Nos últimos sete dias, destacaram-se igualmente as actividades alusivas aos 17 anos da criação das Forças Armadas Angolanas (FAA), cujo acto central decorreu na província do Huambo, sob a presidência do titular da pasta da Defesa, Kundi Paihama.


Na ocasião, o governante destacou a importância das FAA na conquista da paz, tendo afirmado que as Forças Armadas Angolanas escreveram páginas brilhantes na sua trajectória, graças ao elevado sentido patriótico e de disciplina.


"O espírito de missão e valentia daqueles que sem se importarem com o sacrifício deram a própria vida, permitiu a conquista da tão almejada paz para os angolanos", disse, a propósito, o titular da pasta da Defesa.


Kundi Paihama referiu que as forças armadas têm responsabilidades acrescidas por ser sua missão garantir o respeito pela ordem constitucional, das instituições democráticas, independência nacional, integridade do território, liberdade e a segurança das populações contra qualquer ameaça ou agressão externa.


Enquanto isso, o chefe do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), general Francisco Furtado, anunciou na cidade do Huambo a construção de infra-estruturas de ensino militar na região, no quadro da reedificação e modernização da área que dirige.


O general Furtado informou que no quadro da reedificação e modernização, está prevista, na província do Huambo, a criação da Academia Militar do Exército, a Escola Inter-armas de Oficiais, o primeiro Colégio das Forças Armadas Angolanas e um instituto do mesmo ramo.


Na semana em análise, a Organização das Nações Unidas (ONU) felicitou o Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, pela sua dedicação e empenho para o bem-estar dos cidadãos e à melhoria das condições habitacionais.


O reconhecimento foi apresentado pela secretária-geral adjunta da ONU e directora executiva da UN Habitat, Anna Tibaijuka, em conferência de imprensa, realizada no Centro de Convenções de Talatona, no âmbito da comemoração do Dia Mundial do Habitat, que a cidade de Luanda acolheu.


Anna Tibaijuka destacou o empenho do Presidente José Eduardo dos Santos e do Governo em facilitar a obtenção de habitações condignas aos cidadãos e desta forma solucionar um problema que, em África, tem sido esquecido.

Outro assunto que catalisou as atenções dos temas políticos, na semana finda, foi a reuinião do Conselho de Ministros, na sua primeira sessão extraordinária, tendo aprovado o diploma que estabelece a orgânica do Governo, fixa a sua composição e funcionamento, a forma de deliberação e as competências do Presidente da República, enquanto Chefe do Governo, e do primeiro-ministro, como seu coadjutor na coordenação e condução do Executivo.


Por outro lado, o primeiro-ministro, António Paulo Kassoma, conferiu posse aos novos responsáveis do seu Gabinete, por si nomeados, entre os quais Eduardo de Jesus Beny, director do mesmo.


Na cerimónia, o primeiro-ministro desejou aos empossados maior desempenho e êxitos no cumprimento das suas responsabilidades.

Assuntos Província » Luanda  

Leia também
  • 27/08/2013 03:31:08

    Ministro assegura compromisso do Executivo com a juventude

    O governante fez estas declarações no distrito urbano da Samba, na capital durante um encontro provincial de auscultação com a juventude que juntou cerca de 800 jovens em ambos os sexos dos sete municípios da circunscrição. "No actual contexto de reconstrução nacional e da consolidação da ...

  • 27/08/2013 00:24:33

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Efeméride O ministro do Interior, Ângelo de Barros Veiga Tavares, enalteceu o trabalho desenvolvido pela Polícia de Guarda Fronteira (PGF) na defesa e salvaguarda da estabilidade das fronteiras nacionais. Alfabetização O Executivo angolano continua empenhado na luta para a erradicação do ...

  • 26/08/2013 01:01:54

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Crescimento Chefe de estado-maior general das Forças Armadas Angolanas (FAA), general de Exército Geraldo Sachipengo Nunda, disse que o crescimento gradual que o ensino militar em Angola tem vindo a conhecer, por meio de acções formativas nas diversas áreas de especialidades castrenses, ...

  • 24/08/2013 12:15:29

    Cimeira tripartida dos Chefes de Estado constitui destaque político

    Foram signatários do documento os respectivos ministros das relações destes países na presença dos presidentes José Eduardo dos Santos (Angola), Jacob Zuma (África do Sul), e Joseph Kabila (República Democrática do Congo). O entendimento, ora rubricado define a cooperação entre as partes na ...