Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

29 Janeiro de 2013 | 19h47 - Atualizado em 30 Janeiro de 2013 | 08h37

Estabilidade económica projecta Angola no contexto internacional

Investimento

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Presidente da Associação dos Adidos de Defesa em Angola, coronel Bruno Zamboli, da Itália.

Foto: Angop

Luanda - O presidente da Associação dos Adidos de Defesa Militar acreditados em Angola, coronel Bruno Zamboli, da Itália, afirmou hoje, terça-feira, em Luanda, que a estabilidade económica de Angola projecta o país para um contexto internacional aceitável.

De acordo com o adido de defesa italiano que falava na cerimónia de cumprimentos de novo ao ministro da Defesa Nacional, Cândido Pereira Van-Dúnem, essa estabilidade económica confere a República de Angola um papel de "altíssima" responsabilidade a

nível regional e de absoluto respeito mundial.

Salientou que Angola tem parte activa na União Africana (UA), Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Comunidade de Desenvolvimento da África Austral e Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) e também nas Nações Unidas.

Por este facto, frisou que "o país vai assumindo, cada dia que passa, um papel ainda mais importante na segurança e na liderança do continente africano, aspecto que resulta do óptimo trabalho que foi feito até hoje".

Sublinhou que, enquanto continua no mundo uma crise económica que está a enfraquecer também os países economicamente mais fortes, Angola está a crescer com uma taxa perto dos dois dígitos e a chamar à atenção a nível mundial.

"A diversificação dos investimentos, a preparação dos quadros e a clarividência dos projectos de longo prazo, colocam Angola, economicamente, numa posição de privilégio e são muitas as nações que querem intensificar as relações económicas com

este país". destacou.

No capítulo militar, disse que o país já está no conjunto dos países que são produtores de segurança e que a sua política externa vai também neste sentido.

O oficial italiano acrescentou que um estado para ser um elemento activo e credível precisa de Forças Armadas como instrumento para a acção e adequadas para o efeito.

Referiu que, neste aspecto, Angola também está no bom caminho e que o processo de reedificação em curso nas Forças Armadas Angolanas colocam-nas numa posição de relevo neste contexto.

"O profissionalismo e a formação dos quadros, a reestruturação das unidades e a actualização da doutrina militar por meio da orientação firme e segura das altas individualidades da Defesa Nacional fazem com que as FAA sejam uma referência e um

exemplo para muitos países africanos", concluiu.

Apresentaram cumprimentos de novo ano ao ministro angolano da Defesa, doze adidos de defesa acreditados na República de Angola.

Assuntos Província » Luanda  

Leia também
  • 27/08/2013 03:31:08

    Ministro assegura compromisso do Executivo com a juventude

    O governante fez estas declarações no distrito urbano da Samba, na capital do país, durante um encontro provincial de auscultação com a juventude que juntou cerca de 800 jovens em ambos os sexos dos sete municípios da circunscrição. "No actual contexto de reconstrução nacional e da ...

  • 27/08/2013 00:24:33

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Efeméride O ministro do Interior, Ângelo de Barros Veiga Tavares, enalteceu o trabalho desenvolvido pela Polícia de Guarda Fronteira (PGF) na defesa e salvaguarda da estabilidade das fronteiras nacionais. Alfabetização O Executivo angolano continua empenhado na luta para a erradicação do ...

  • 26/08/2013 01:01:54

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Crescimento Chefe de estado-maior general das Forças Armadas Angolanas (FAA), general de Exército Geraldo Sachipengo Nunda, disse que o crescimento gradual que o ensino militar em Angola tem vindo a conhecer, por meio de acções formativas nas diversas áreas de especialidades castrenses, ...

  • 24/08/2013 12:15:29

    Cimeira tripartida dos Chefes de Estado constitui destaque político

    Foram signatários do documento os respectivos ministros das relações destes países na presença dos presidentes José Eduardo dos Santos (Angola), Jacob Zuma (África do Sul), e Joseph Kabila (República Democrática do Congo). O entendimento, ora rubricado define a cooperação entre as partes na ...