Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

09 Outubro de 2012 | 17h11 - Actualizado em 10 Outubro de 2012 | 12h06

Tribunal de Contas visa mais de quatro mil processos de novos funcionários públicos

Huambo

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Presidente do Tribunal de Contas Julião António

Foto: Angop

Huambo - O presidente do Tribunal de Contas, Julião António, visou hoje, nesta cidade, cerca de quatro mil processos de ingresso à função pública nos sectores da educação e saúde para as províncias do Huambo e do Bié, numa acção do Executivo angolano com vista a diminuir o índice de desemprego no seio da juventude.

O presidente do Tribunal de Contas, durante a sua estada de algumas horas nesta cidade, visou para a província do Huambo mil e 391 processos para o sector da educação, tendo reprovados 29, enquanto para a o Bié aprovou mil e 26 processos tendo recusado apenas dois.

No sector da saúde, o magistrado aprovou para o Huambo 621 processos e para a província do Bié 397 processos, sem reprovar nenhum para o mesmo sector.

Em declarações à imprensa, o presidente do Tribunal Contas, Julião António, manifestou-se satisfeito com o nível de organização das duas províncias, tendo felicitado os dois governos por terem beneficiado de mais um concurso de ingresso de nova força de trabalho para a função pública.

"Consideramos que essas duas províncias mostraram um bom nível de organização dos processos individuais dos candidatos e estão de parabéns, por terem beneficiado deste importante concurso que vai fazer com que mais pessoas saiam do desemprego para o mercado de trabalho", destacou.

O magistrado disse que apesar de existir pequenos "embaraços" relacionados com a tentativa de constituir processo de ingresso com certificado falso, entre outros documentos, felizmente estes processos culminaram com a recusa por não reunirem os requisitos exigidos por lei.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também