Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

26 Setembro de 2012 | 12h28 - Actualizado em 26 Setembro de 2012 | 20h47

Biografia do vice-presidente da República de Angola

Investidura

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vice- presidente da República, Manuel Domingos Vicente

Foto: Angop

Luanda -  Manuel Vicente, empossado hoje, quarta-feira, ao cargo de vice-presidente da República de Angola, na sequência da sua eleição a 31 de Agosto, como segunda da lista do MPLA, nasceu em Luanda a 15 de Maio de 1956,  no bairro do Sambizanga, em Luanda.


Filho de pai sapateiro e de mãe lavadeira, Manuel Vicente soube, desde miúdo, que o estudo era o principal caminho para ultrapassar as dificuldades.


Iniciou o ensino primário e secundário na Missão de São Domingos. Porém, interrompe-os por problemas financeiros, por um ano, e trabalha como aprendiz de serralheiro e linotipista, para ajudar a sustentar a família.


Com o passar dos anos, Manuel Domingos Vicente formou-se em engenharia Electrotécnica  (Sistemas de Potência) pela  Universidade Agostinho Neto em 1983.


De 1981 a 1987 chefiou a divisão de engenharia da Sonefe - Sociedade Nacional de Estudos e Financiamento, tendo de 1987 a 1991 dirigido um departamento técnico do Ministério da Energia e Petróleos.


Em 1991,  Manuel Vicente foi nomeado director Adjunto da Sonangol-UEE, cargo que exerceu até 1998. Em 1999 foi nomeado em Decreto nº 20/99 do Conselho de Ministros, Presidente do Conselho de Administração da Sonangol-EP, cargo que exerceu até 2012.


Durante o seu mandato na petrolífera angolana, foi em simultâneo, consultor do GAMEK - Gabinete de Aproveitamento do Médio Kwanza (do sector eléctrico), vice-presidente da Fundação Eduardo dos Santos e presidente da empresa de telefonia Unitel.


A 30 de Janeiro de 2012, em Decreto Presidencial, foi nomeado Ministro de Estado para a Coordenação Económica.  


Na sua formação profissional, acresce-se os cursos de subestação e linhas de Transmissão, Furnas/Brasil-1985, de Gestão de Empresas Petrolífera, Londres-1991, comercialização de Petróleo e seus Derivados, Londres-1991, Economia das Operações Petrolífera - Instituto de Petróleos, Londres-1991, Análise de Risco e Decisão na Indústria Petrolífera (OGCI) - Calgary 1992,  Economia de Petróleos - (OGCI) - Londres 1992, entre outros ligados ao ramo petrolífero.


Por isso, reconhece-se em Manuel Vicente o êxito da consolidação do modelo de contratos de exploração petrolífera (que geram avultadas receitas para o país), assim como é reconhecido o seu esforço de credibilidade internacional da Sonangol.


Manuel Vicente goza de uma imagem sólida e é dado como um exemplo de estabilidade familiar.