Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Setembro de 2012 | 15h28 - Actualizado em 12 Setembro de 2012 | 17h11

População enaltece trajectória política de Agostinho Neto

Cunene

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

António Agostinho Neto

Foto: Angop

Ondjiva - Os habitantes na cidade de Ondjiva, província do Cunene, enalteceram hoje (quarta-feira), a trajectória política do fundador da Nação, António Agostinho Neto, considerando-a de dimensão internacional pelos ideais sobre a liberdade dos povos.

Falando à Angop, a propósito do Dia do Herói Nacional, assinalar-se a 17 deste mês, os interlocutores enalteceram a vida e obra de Agostinho Neto, referindo-se da dimensão histórica, bravura e grandeza dos seus feitos, o que o torna um "guia imortal" para os angolanos.

A estudante do ensino médio, Maria da Conceição disse que Agostinho Neto sempre se bateu pela liberdade dos povos oprimidos, e como estadista nunca abandonou a causa justa de tornar uma Angola melhor tal como seu legado " o mais importante é resolver o problema do povo".

Já, o historiador, Manuel dos Santos frisou que falar do fundador da Nação significa recordar a coragem de um povo que lutou durante muitos anos contra a dominação colonial, sendo figura de destaque o saudoso António Agostinho Neto, tornando Angola independente a 11 de Novembro de 1975.

Quem partilha da mesma opinião é o jurista António Ferreira Joaquim, na qual, defendeu a necessidade de se preservar as obras de António Agostinho Neto, enquanto político e homem de cultura, para que as novas gerações não percam a sua memória e valorizem sempre a história de Angola.

 "A história do fundador da Nação angolana, é indispensável na formação da juventude e do povo em geral, porquanto fortalece o sentimento de unidade nacional e a identidade cultural, na certeza de que a angolanidade constitui a síntese dos mais profundos sentimentos e aspirações dos cidadãos", sustentou.

António Agostinho Neto, nasceu a 17 de Setembro de 1922, na localidade de Kaxicane, município de Icolo e Bengo, actualmente província de Luanda, tendo falecido a 10 de Setembro de 1979, na antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), vítima de doença.

Assuntos Província » Cunene  

Leia também
  • 26/05/2014 14:13:51

    Cunene: SME regista intenso movimento migratório na semana finda

    Ondjiva - Treze mil e 52 cidadãos entre nacionais e estrangeiros entraram e saíram de Angola, nos últimos sete dias pela fronteira entre a província do Cunene e República da Namibia, contra os 11 mil 574 do período anterior, soube hoje, segunda-feira, a Angop, do balanço semanal do Serviço de Migração e Estrangeiros.

  • 14/05/2014 13:20:47

    Cunene: Seminário metodológico capacita membros da JMPLA

    Ondjiva - Um seminário de capacitação metodológico sobre a preparação do VII congresso da JMPLA reuniu hoje, quarta-feira, dirigentes e quadros da organização na província do Cunene.

  • 13/05/2014 13:16:10

    Cunene: Secretariado provincial da JMPLA reunido em sessão ordinária

    Ondjiva - Membros do secretariado da JMPLA no Cunene encontram-se reunidos nesta terça-feira, em Ondjiva, na sua IX sessão ordinária, para, dentre outros aspectos, balancear as actividades desenvolvidas no primeiro quadrimestre do ano e criar bases para a preparação do processo orgânico da organização.

  • 12/05/2014 14:01:43

    Cunene: Comité provincial da JMPLA reúne-se terça-feira em sessão ordinária

    Ondjiva - O Comité Provincial do Cunene da JMPLA realiza nesta terça-feira em Ondjiva, a sua nona reunião ordinária para analisar o plano de actividades desenvolvidas durante os cinco anos de mandato.