Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

24 Agosto de 2012 | 14h52 - Actualizado em 24 Agosto de 2012 | 20h07

José Eduardo dos Santos reafirma aposta do MPLA na diversificação da economia angolana

Eleições2012

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Acto de massa do MPLA presidido por José Eduardo dos Santos

Foto: Angop

Lubango - O Presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos, manifestou hoje, sexta-feira, no Lubango, província da Huíla, a convicção do surgimento de novas iniciativas que contribuam para a diversificação da economia, com o intuito de substituir as importações e aumentar as exportações e para a redução da actual dependência do petróleo.

“O programa de Combate à Fome e à Pobreza e o programa de Água para Todos levaram os seus benefícios às populações mais carenciadas das zonas rurais. São acções que vamos continuar a intensificar. Não devemos cruzar os braços enquanto existirem estas situações de enorme desigualdade”, reforçou o líder do MPLA, durante um acto político de massas no âmbito da campanha eleitoral para o pleito de 31 deste mês.

De acordo com José Eduardo dos Santos, há ainda muita coisa por fazer, não só na província da Huíla, mas em toda Angola. “Eu sou o primeiro a admitir essa realidade. Mas, como a grande maioria do nosso povo, sou um homem cheio de esperança e confiança no futuro. Sei quanto custou chegarmos até aqui. Sei também que se conseguimos já superar a fase mais difícil, não vai ser agora que vamos voltar para trás ou fracassar. Pelo contrário! O pior já passou e Angola tem um grande futuro pela frente”, asseverou.

Segundo o candidato daquele partido, não se pode perder o rumo certo: “Esse rumo foi definido pelo MPLA e é o rumo que o Executivo vai continuar a seguir. O país cresceu e vai continuar a crescer. Vai crescer mais e distribuir melhor”, frisou.

Acrescentou que aqueles que teimam em fomentar a agitação, criar instabilidade e negar o que toda a gente tem diante dos olhos terão a merecida resposta do povo nas urnas.

“Nós confiamos no povo angolano. No dia 31 de Agosto o voto é no 2”, finalizou.

Assuntos Província » Huíla  

Leia também