Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

26 Junho de 2012 | 14h23 - Actualizado em 26 Junho de 2012 | 17h34

Nova família de notas entra em vigor no príncipio de 2013

Moeda nacional

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Deputados em acto de votação na plenária da Assembleia Nacional.

Foto: Angop

Luanda   – Uma nova família de notas e moedas metálica do Kwanza, denominadas série de 2012, entra vigor no príncipio do ano de 2013, após aprovação hoje, terça-feira, em Luanda, pela Assembleia Nacional, da Lei que autoriza o Banco Nacional ao referido exercício.

O Parlamento, com 155 votos a favor, 15 contra e quatro abstenções, deu beneplácito ao Banco Nacional de Angola para emitir e pôr em circulação novas notas e moedas metálicas do Kwanzas.

Ao fundamentar a emissão de novas cédulas, o governador do Banco Nacional de Angola, José de Lima Massano, disse que a série de notas em vigor, não regista qualquer melhoria em termos de elementos de segurança desde a sua emissão em 1999.

No entanto, prosseguiu, as recomendações sobre a matéria sugerem melhorias permanentes dos termos de segurança e a introdução de nova família de notas e moeda metálicas em períodos máximos de sete anos.

Ainda no domínio da valorização e preservação do valor da moeda, clarificou que impõem-se a implementação de uma nova estratégia mais completa de monetarização da economia, que contemple a circulação e larga aceitação de moedas metálicas em transações internas de pagamento, facilitando a organização do comércio, mas também a formação e a estabilidade de preços na economia.

Detalhou que as notas terão valor facial até dez mil Kwanzas, de resto, tal como se previa na Lei nº 11/99, sendo que as de cinco e de 10 mil só serão emitidas em caso de necessidade.

O governador acautelou as preocupações dos deputados em relação a emissão de notas de cinco e 10 mil Kwuanza,  explicando tratar-se apenas da criação de um expediente legal, para que, em caso de necessidade, se possa lançar mão, como já acontece com o diploma sobre a matéria em vigor.

Pormenorizou ainda não se tratar de troca de moeda, porque as notas novas serão introduzidas paulatinamente e circularão em simultâneo com as actuais, até estas serem completamente retiradas do circuíto.

Na sessão plenária, os parlamentares aprovaram também, em definitivo, e por unânimidade, as propostas de leis da Pessoa com Deficiência e a da Marinha Mercante, Portos e Actividades Conexas.

Na generalidade, entretanto, sancionaram, com 166 votos à favor, nenhum contra e nove abstenções, a proposta de Lei Orgânica da Procuradoria Geral da República, que vai agora às comissões afins do hemiciclo para melhoramento de conteúdo e de forma.

A XI sessão prossegue quarta-feira, tendo em agenda a apreciação, na generalidade, das propostas de leis de Defesa Nacional e das Forças Armadas Angolanos, de Segurança Nacional, de Protecção Interior e de Preservação da Segurança do Estado.