Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

09 Junho de 2012 | 22h05 - Actualizado em 09 Junho de 2012 | 22h35

Últimos efectivos da Missang das FAA deixam a capital de Bissau

Guiné Bissau

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bissau ( Do enviado especial) – Os efectivos das Forças Armadas Angolanas e da Polícia Nacional integrados na Missão Militar Angolana na Guiné Bissau (Missang) concluíram hoje, sábado, na Guiné-Bissau a retirada de todos militares na sequência de certas divergências criadas pelas chefias das Forças Armadas deste país.

Os efectivos estavam deste Março de 2011 na Guiné Bissau na base de um acordo de cooperação técnico militar rubricado, cujo objectivo era proceder reformas no seio das Forças Armadas e polícia local, bem como a reabilitação das suas infra-estruturas.

Os militares angolanos foram substituídos por forças da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) comandadas pelo tenente-general Guibanga Barro, do Burkina Faso, que esteve no aeroporto militar guineense onde apresentou cumprimentos de despedida ao tenente-general, Gildo dos Santos, então comandante das tropas angolanas na Missang.

A Missang foi estabelecida ao abrigo de um protocolo assinado entre os ministros da Defesa dos dois países, complementar a um acordo governamental ratificado pelas Assembleias Nacionais de Angola e da Guiné Bissau, no âmbito da ajuda de Angola ao Programa de Reforma das Forças Armadas Guineenses.

O programa, que foi interrompido, inclui a reparação de quartéis militares e esquadras policiais, a reorganização administrativa, a formação técnica e adestramento militar, bem como a formação de efectivos em instituições de ensino militar e policial em Angola.

Entretanto, hoje, duas aeronaves da Força Aérea Nacional do tipo Il 74 procedeu à retirada dos últimos meios utilizados pelas Forças Armadas Angolanas, incluindo uma aeronave Boieng 737-700 da companhia aérea angolana Sonair que transportou parte dos oficiais superiores e subalternos das FAA e da Polícia Nacional.

Os militares das FAA e da Polícia Nacional foram recebidos à sua chegada a Luanda pelo chefe do Estado Maior General das FAA, general Geraldo Sachipengo Nunda, o comandante da Polícia Nacional, comissário-chefe Ambrósio de Lemos, e por oficiais generais e superiores das FAA.

Assuntos Angola  

Leia também