Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

25 Julho de 2011 | 15h31 - Atualizado em 25 Julho de 2011 | 16h08

Delegação da União Europeia já trabalha em Cabinda

Visita

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

  

Cabinda - A delegação dos embaixadores dos países membros da União Europeia acreditados em Angola chegou no final da manhã de hoje (segunda-feira ) a Cabinda, onde durante dois dias vai efectuar visitas às obras de algumas infra-estruturas sociais em curso na província.

Chefiada pelo embaixador da União Europeia em Angola e presidente da comunidade económica daquela instituição, Javier Puyol, a visita tem  como objectivo perceber melhor a implementação dos programas do governo a nível da província de Cabinda.

Javier Puyol manteve já um encontro com a vice-governadora de Cabinda para área política e social, Matilde da Lomba, onde recebeu explicações e outras informações sobre a actual realidade socioeconómica e política vigente na província.

No encontro que decorreu na sala de reuniões da sede do governo da província, Matilde da Lomba falou ainda sobre a paz reinante na região, bem como do crescimento das infra-estruturas sociais nos diferentes domínios da vida socioeconómica que tem permitido um bem-estar das populações e sua livre circulação com seus bens em toda a extensão da província.

Para tal, o diplomata Javier Puyol agradeceu o gesto de acolhimento proporcionado pelas autoridades locais do governo da província em nome da equipa e da União Europeia, tendo sublinhado que a estada em Cabinda vai permitir os embaixadores dos países da União Europeia inteirarem-se sobre a realidade da região do ponto de vista das infra-estruturas sociais em curso e já edificadas que proporcionam o bem-estar e a oferta de serviços e bens às populações da região.

Esta tarde os diplomatas vão visitar as obras da Faculdade de Medicina, que conta com oito pavilhões, onde igualmente funcionará o curso superior de enfermagem e também terá um Instituto Médio de Saúde (IMS).

As obras do Campus Universitário, localizado no Caio-Litoral, da montagem da nova turbina a gás, que produzirá e fornecerá energia eléctrica à cidade de Cabinda e à Vila de Lândana, no município de Cacongo, a ser erguida na planície de Malembo, fazem parte das infra-estruturas a serem visitadas esta tarde para no final do dia manterem uma reunião com os operadores económicos.

Para terça-feira, a delegação tem agendada uma deslocação ao norte da província, concretamente no município de Buco-Zau, que dista a cerca de 120 quilómetros, onde igualmente, para além de manter um encontro com a administradora municipal, será informada do projecto de alfabetização das mulheres de Buco-Zau, bem como visitarão o hospital regional Alzira da Fonseca, cujas obras se encontram na fase final.

Encontros com o bispo da diocese de Cabinda, dom Filomeno Vieira Dias, e uma visita ao orfanato da Betânia no bairro 1º. de Maio marcam a última etapa de trabalho da delegação da UE à província de Cabinda.

Integram a delegação os embaixadores da Polónia, França, Holanda, Reino Unido, Alemanha e da União Europeia, para além dos representantes das embaixadas de Portugal e Itália.

Assuntos Província » Cabinda  

Leia também