Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

05 Janeiro de 2011 | 12h56 - Actualizado em 05 Janeiro de 2011 | 13h06

Político apela reflexão sobre massacre da Baixa de Cassange

Bengo

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Caxito - O segundo-secretário municipal do Dande do MPLA, Mateus Domingos Diogo, apelou hoje, quarta-feira, em Caxito (Bengo), a população a reflectir sobre a luta de libertação nacional e a engajar-se na reconstrução do país, em todos os domínios.

Em declarações à Angop, o político disse que o massacre de 4 de Janeiro de 1961 na Baixa de Cassanje, em Malanje, surge como consequência lógica dos acontecimentos políticos, económicos e sociais em que Angola estava mergulhado, sob jugo do colonialismo português.

Explicou que os angolanos que trabalhavam naquela região do país sobre a pressão dos fascistas portugueses, lutavam incansavelmente reivindicando os maus tratos, tais como a violência da exploração da força de trabalho e imposto indígena.

Apelou aos jovens e estudantes a investigarem mais sobre a data, assim como a dominarem a história de Angola, de modo a transmitir às gerações vindouras.

A celebração do 4 de Janeiro visa homenagear os mártires do massacre da Baixa de Cassanje (província de Malanje) por tropas colonialistas portuguesas, em 1961, que resultou na morte de mais de dez mil cidadãos.

O assassinato destes angolanos deveu-se à revolta desencadeada pelos camponeses da ex-Companhia de Algodão de Angola (Cotonang).

Assuntos Província » Bengo  

Leia também