Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

05 Janeiro de 2011 | 12h56 - Atualizado em 05 Janeiro de 2011 | 13h06

Político apela reflexão sobre massacre da Baixa de Cassange

Bengo

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Caxito - O segundo-secretário municipal do Dande do MPLA, Mateus Domingos Diogo, apelou hoje, quarta-feira, em Caxito (Bengo), a população a reflectir sobre a luta de libertação nacional e a engajar-se na reconstrução do país, em todos os domínios.

Em declarações à Angop, o político disse que o massacre de 4 de Janeiro de 1961 na Baixa de Cassanje, em Malanje, surge como consequência lógica dos acontecimentos políticos, económicos e sociais em que Angola estava mergulhado, sob jugo do colonialismo português.

Explicou que os angolanos que trabalhavam naquela região do país sobre a pressão dos fascistas portugueses, lutavam incansavelmente reivindicando os maus tratos, tais como a violência da exploração da força de trabalho e imposto indígena.

Apelou aos jovens e estudantes a investigarem mais sobre a data, assim como a dominarem a história de Angola, de modo a transmitir às gerações vindouras.

A celebração do 4 de Janeiro visa homenagear os mártires do massacre da Baixa de Cassanje (província de Malanje) por tropas colonialistas portuguesas, em 1961, que resultou na morte de mais de dez mil cidadãos.

O assassinato destes angolanos deveu-se à revolta desencadeada pelos camponeses da ex-Companhia de Algodão de Angola (Cotonang).

Assuntos Província » Bengo  

Leia também
  • 26/08/2013 19:31:40

    Comandante-geral da Polícia Nacional apela à denúncia dos imigrantes ilegais

    Ambrósio de Lemos fez este apelo quando presidia o acto central das comemorações do 35º aniversário da Polícia de Guarda Fronteiras, que decorreu no centro de instrução “Mártires de Môngua”, no município do Ambriz. Na sua intervenção, o comissário-geral da Polícia Nacional sublinhou que ...

  • 23/08/2013 17:42:30

    INAD destrói mais de uma tonelada de engenhos explosivos

    Os explosivos (minas, granadas, roquetes, obuses de morteiro e projécteis) foram recolhidos em toda a província do Bengo pelas diferentes operadoras de desminagem entre Junho de 2012 e Julho de 2013. Em declarações à imprensa, o chefe do departamento do INAD no Bengo, Oliveira Basílio dos ...

  • 18/08/2013 14:01:57

    Mais de 100 engenhos explosivos removidos no 1º semestre

    Caxito – As empresas de desminagem que operam na província do Bengo removeram e destruíram, durante o primeiro semestre deste ano, 75 minas anti-pessoal e 143 engenhos explosivos não detonados. Em declarações à Angop, o oficial de ligação da comissão Provincial inter-sectorial de desminagem e ...

  • 18/08/2013 13:31:25

    Governador nomeia novo director provincial

    Caxito – O governador da província do Bengo, João Bernardo de Miranda, nomeou sexta-feira Danilson Sérgio Ribeiro Pedro para, em comissão ordinária de serviço, exercer interinamente o cargo de director provincial do Ordenamento do Território, Urbanismo e Ambiente. Danilson Sérgio Ribeiro Pedro ...