Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

16 Outubro de 2010 | 16h57 - Atualizado em 16 Outubro de 2010 | 17h02

Discurso sobre estado da nação domina semana política

Resenha política

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Presidente da República, José Eduardo dos Santos

Foto: Angop

Luanda – A abertura da III sessão da II legislatura da Assembleia Nacional, ocasião em que o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, falou sobre o estado da nação, dominou o noticiário político da semana que hoje, sábado, termina.

No seu discurso na Assembleia Nacional, o Chefe de Estado, José Eduardo dos Santos, apontou a preservação da unidade e coesão nacional, a consolidação da democracia e das instituições, como as grandes prioridades estratégicas para os próximos anos, visando assegurar a continuação do processo sustentado de desenvolvimento.

Mencionou ainda a melhoria da qualidade de vida e dos índices de desenvolvimento humano dos angolanos, o estímulo ao sector privado, em especial ao empresariado angolano, e o reforço da inserção competitiva de Angola no contexto internacional como prioridades do Executivo.

A garantia dos pressupostos básicos e necessários ao desenvolvimento, a estabilidade financeira e a diversificação da estrutura económica foram igualmente indicadas como prioridades estratégicas.

Na sua alocução, o Presidente da República afirmou que almeja a construção de uma Nação democrática, próspera e moderna, preservando a paz e a unidade nacional, possuir instituições do Estado fortes e capazes, com "um bom parlamento, um bom poder Executivo, um bom poder judicial que funcionem todos em conformidade com a Constituição da República e a lei".

Já o Presidente da Assembleia Nacional reafirmou o compromisso com a defesa da democracia e a solidariedade institucional com o Executivo no interesse da realização das expectativas dos cidadãos. 

Paulo Kassoma realçou que o compromisso da democracia, enquanto parlamento, assenta na responsabilidade política, no reforço de laços com os cidadãos, na integridade de conduta, na reafirmação das funções de fiscalização e legislação, bem como na cooperação com os outros órgãos de soberania, sempre no interesse da realização do bem comum, de acordo com as expectativas dos angolanos.

O presidente da Assembleia Nacional apelou na ocasião os cidadãos angolanos a empenharem-se nas tarefas de educação, moralização da sociedade e no resgate da angolanidade, por tratarem-se de pressupostos para a auto-confiança que têm permitido passo-a-passo colocar o nome do país na rota dos estados que mais se empenham na luta por um mundo cada vez mais globalizado.

Outro destaque da semana foi a visita a Angola do Presidente da República Centro Africana, François Bozizé, durante a qual os governos dos dois países rubricaram um acordo geral de cooperação económica, comercial, técnico-científica e cultural e um protocolo sobre consultas políticas e diplomáticas regulares.

Na ocasião, o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, considerou que a paz é um bem indispensável a todos os povos que querem trabalhar para o desenvolvimento, enquanto o seu homólogo enaltecia o contributo de Angola no restabelecimento da paz no continente. 

Na semana que finda, parlamentares de Angola e de Cabo Verde manifestaram o interesse em estabelecer mecanismos que permitam o estreitamento formal das relações entre os dois órgãos legislativos e possibilitem a assinatura de um acordo que define as metas no relacionamento entre eles.

Foi igualmente noticiado a desactivação de dez campos minados no terceiro trimestre do corrente ano, na província do Bié, permitindo a localização, remoção e destruição de 253 engenhos explosivos diversos.

Na sequência da acção desenvolvida pela ONG britânica "The Hallo Trust", foram desminados 130 mil 437 metros quadrados, terreno que servirá para implementação de distintos projectos, incluindo agrícola.

O incremento e diversificação da cooperação com a Federação Russa, nos mais variados domínios, foram defendidas na semana que finda pelo ministro das Relações Exteriores, Assunção dos Anjos, após a assinatura do Protocolo da Comissão Bilateral.

Assunção dos Anjos disse existirem duas razões fundamentais para a promoção uma cooperação estratégica com a Rússia, sendo a primeira de carácter histórico, devido às ligações a este país.

O presidente do Tribunal Supremo, Cristiano André, visitou na semana que termina a província do Moxico, onde defendeu a necessidade de aumentar o número de magistrados judiciais na província, por forma a tornar mais célere o sistema de justiça.

Ainda no Moxico, duzentos e quatro efectivos das Forças Armadas Angolanas (FAA) da Região Militar Leste (Moxico, Lunda Norte e Lunda Sul) participaram no Luena nas Jornadas de Defesa Nacional. 

O evento visou entre outros objectivos promover o estudo e divulgação dos grandes problemas nacionais e da conjuntura internacional.

Foi também nesta semana que o ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Kundi Paihama, apelou o antigo combatente a agigantar-se nas tarefas que contribuam para o desenvolvimento do país, ao invés de sentir-se um homem descartado ou com mentalidade de que já cumpriu tudo.

Numa cerimónia de entrega de casas a assistidos, o membro do executivo reforça: “os antigos combatentes devem ter consciência de que se inicia um processo cuja continuidade só será possível com a colaboração de todos”.

O novo chefe do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), general Geraldo Sachipengo Nunda, foi apresentado na semana que finda aos altos responsáveis militares do Estado Maior do Exército.

Ao general Nunda, empossado no cargo dia 06 deste mês, os generais e oficiais superiores desta unidade, numa mensagem de boas-vindas, reiteraram total apoio no cumprimento das missões e orientações superiormente emanadas pelo Comandante-Em-Chefe das FAA, José Eduardo dos Santos.

Foi ainda noticiado que a Brigada de Desminagem da Polícia de Guarda Fronteira no Cunene limpou e desminou 15 mil hectares de terra ao longo do perímetro fronteiriço Angola/Namíbia, de Janeiro a Setembro deste ano.

As operações de desminagem decorreram na orla fronteiriça a nível dos 35 marcos e resultaram na recolha de uma mina anti-pessoal, duas anti-tanque e 815 engenhos explosivos não detonados.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 25/08/2013 00:04:45

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Afrobasket2013 - A selecção nacional sénior masculina de basquetebol derrotou a República Centro-Africana (RCA), por 85-80, na terceira jornada do Grupo C do Afrobasket2013, que decorre na Côte d'Ivoire. Hóquei em patins - A selecção nacional de hóquei em patins conquistou pela ...

  • 21/08/2013 18:33:01

    Aprovada expansão dos sistemas de água para Zaire e Kwanza Sul

    Conselho de Ministros Aprovada expansão dos sistemas de água para Zaire e Kwanza Sul A informação consta do comunicado final da 2ª sessão extraordinária do Conselho de Ministros, que decorreu na sala de reuniões do Palácio Presidencial, na Cidade Alta, sob orientação do ...

  • 20/08/2013 19:03:19

    Conselho de Concertação Social avalia preparação do OGE e do programa de reforma tributária

    A informação consta do comunicado de imprensa da I sessão ordinária do Conselho Nacional de Concertação Social, orientada pelo vice-presidente da República, Manuel Domingos Vicente. De acordo com o documento, a metodologia de elaboração do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2014 prevê um ...

  • 19/08/2013 12:11:40

    Embaixador de Angola consternado com morte de deputado

    Normal 0 21 false false false PT X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 Brasília - O embaixador de Angola na República Federativa do Brasil, Nelson Cosme, ...