Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

06 Setembro de 2010 | 12h01 - Atualizado em 06 Setembro de 2010 | 18h38

Chefias militares de Angola e da Guiné-Bissau debatem cooperação bilateral

Audiência

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Chefias militares de Angola e da Guiné-Bissau debatem cooperação bilateral

Foto: Angop

Luanda – O chefe do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), general Francisco Pereira Furtado, manteve hoje, segunda-feira, em Luanda, um encontro com o chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas da República da Guiné Bissau, tenente general António Indjai, no âmbito das relações de cooperação.

No final do encontro, em declarações à imprensa, Francisco Pereira Furtado frisou que o mesmo visou abordar sobre o programa de cooperação técnico-militar entre os dois países, por forma a definir o engajamento das FAA, na reforma e criação de condições para que haja estabilidade permanente na Guiné Bissau.

Neste contexto, referiu que os esforços na reestruturação e consolidação para a defesa daquele país, estão a ser dirigidos de igual modo pela Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), bem como a Comunidade Económica para o Desenvolvimento dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

“Há um esforço dirigido agora pela CPLP liderada pela República de Angola, no qual mandatou um grupo, que desde o mês passado tem estado a trabalhar com as Forças Armadas da Guiné Bissau. Participamos de igual modo numa reunião da CEDAO que teve lugar em Bissau, em Agosto deste ano e os esforços são comuns. São esforços da CPLP, CEDAO, União Africana e também das Forças Armadas Angolanas”, sublinhou.

Por seu turno, o chefe de Estado Maior General da República da Guiné Bissau, tenente general António Indjai, asseverou que o seu país conta com a ajuda dos angolanos para o desenvolvimento das forças militares nos vários domínios, designadamente a formação de quadros.

Por outro lado, sublinhou que a Guiné-Bissau conta com a ajuda de Angola no que concerne a defesa e segurança, para a promoção da estabilidade permanente.

O Chefe do Estado Maior General das Forças Armadas da Guiné Bissau, Tenente-General António Indjai, chegou no dia 4 de Setembro na capital do país, onde vai cumprir uma visita de cinco dias, com vista ao reforço da cooperação no ramo militar, principalmente nos sectores da defesa e segurança que serão reforçados.

Durante a sua visita de cinco dias ao país, António Indjai e sua comitiva vão manter encontros com altas patentes do Estado-Maior das Forças Armadas Angolanas (FAA), responsáveis do Ministério da Defesa, assim como está previsto visitas a algumas unidades e escolas militares.

A República de Angola e a Guiné Bissau desenvolvem relações de cooperação, quer no quadro bilateral, quer no âmbito da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e do grupo de Países Africanos de Língua Portuguesa (PALOP), sendo as áreas de acção a política, diplomacia, defesa e segurança, educação, saúde e transportes.