Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

22 Março de 2010 | 15h04 - Actualizado em 22 Março de 2010 | 16h25

Réus do "Caso Frescura" condenados a 24 anos de prisão maior

Justiça

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Foto: Angop

Luanda - O Tribunal Provincial de Luanda condenou hoje, segunda-feira, a 24 anos de prisão maior os sete réus acusados de homicídio voluntário qualificado no chamado “Caso da Frescura”, ocorrido em 2008, no Sambizanga.

      

Segundo o acórdão, foram declarados culpados os réus Faustino Alberto, que comandou o grupo, Simão Pereira Pedro, Manuel Barros André, Helquias Cruz Bartolomeu, João Miguel Florença Francisco (Djudju), Miguel Inácio Francisco (Mitcha) e  João Raposo de Almeida (Pai Grande).  

      

Na sentença, lida pelo juiz da causa, Tito Filipe, argumenta-se que os então agentes da Polícia Nacional agiram com intenção de matar e em nenhum momento receberam orientações superiores para executar tal acção.

     

Acrescenta-se que o crime é considerado qualificado, não ficando provado ter havido autor moral.

      

Ao Ministério do Interior cabe a responsabilidade cível, pelo que deverá pagar um milhão e 500 mil kwanzas em indemnização aos familiares de cada uma das vítimas, enquanto os condenados vão pagar 80 mil kwanzas à caixa de justiça.

    

O julgamento, realizado na sala de reuniões da V Secção, do Tribunal de Luanda, sito no município da Ingombota, foi assistido por familiares, jornalistas, entre outros membros da sociedade angolana.

O massacre ocorreu por volta das 19 horas do dia 24 de Julho de 2008, na zona do largo denominado da Frescura, ao bairro Santo Rosa, no município do Sambizanga.

Cinco das vítimas, com idades entre os 19 e 22 anos, morreram de imediato, enquanto outros dois pereceram no Hospital Josina Machel, para onde haviam sido transportados para assistência.

     

Os jovens, que se encontravam a conviver, foram surpreendidos pelos ora condenados, que dispararam indiscriminadamente, após apearem-se de uma viatura do tipo Toyota-Hiace, pintada com as cores de serviço de táxi (azul e branco).

Assuntos Província » Luanda  

Leia também
  • 21/01/2015 19:12:27

    Angola: Constituição é instrumento de unidade dos angolanos

    Luanda - O secretário para organização periférica e rural do Comité Provincial do MPLA de Luanda, Bento dos Santos "Kangamba", considerou hoje, quarta-feira, a Constituição da República como um instrumento de unidade dos angolanos.

  • 21/01/2015 04:00:19

    Jovens da Ingombota aderem ao recenseamento militar

    Luanda - O posto de recenseamento militar, instalado junto as administrações comunais do distrito urbano da Ingombota, em Luanda, continuam a registar a afluência de jovens que responderam ao processo de cadastramento obrigatório, iniciado a cerca de 12 dias, para os cidadãos de sexo masculino nascidos até 1997.

  • 19/01/2015 16:36:23

    Angola: Registados mais de oitenta crimes em Luanda

    Luanda - Cento e cinquenta cidadãos foram detidos pela Polícia Nacional na província de Luanda, na última semana, na sequência do cometimento de 81 crimes diversos, anunciou hoje, segunda-feira, nesta cidade, o sub-inspector Euler Matari.

  • 16/01/2015 17:33:48

    Autoridades policiais evitam violações de fronteira no norte do país

    Luanda - A Polícia de Guarda Fronteira de Angola (PGFA) evitou, nas últimas 24 horas, seis tentativas de violações de fronteira nas províncias da Lunda Norte, Cabinda e Zaire.