Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

14 Maio de 2004 | 17h48

Delegação do MPLA em Luanda visita Igreja Kimbanguista

Luanda

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Delegação do MPLA durante a visita as instalações da Igreja Kimbanguista

Foto: Foto Angop

Luanda, 14/05 - Uma delegação do Comité Provincial do MPLA em Luanda, chefiada pelo seu primeiro-secretário, Bento Francisco Bento, visitou na manhã de hoje as instalações da Igreja Simão Kimbango, localizada no Palanca, município do Kilamba Kiaxi.

No final da visita, foi realizado um encontro com o Colégio Nacional da Igreja Kimbanguista, durante o qual a direcção do partido se inteirou da construção de diversos empreendimentos sociais, como o Instituto Médio de Saúde, escolas de base e do projecto de instalação de uma universidade em Luanda.

Em declarações à imprensa, o 1º secretário provincial do MPLA em Luanda, Bento Bento, referiu que solicitou da igreja, oração e sensibilização dos crentes na resolução e prevenção dos problemas da cidade, destacando o saneamento básico, água, energia eléctrica e saúde.

"Viemos pedir que orem pelos políticos e por todos os angolanos.

Acreditamos no poder da oração da igreja e esperamos que este venha a influenciar na resolução dos grandes problemas que atravessa a cidade, como o caso da água, energia, lixo e Sida", sublinhou.

Visivelmente satisfeito, Bento Bento apelou aos fiéis kimbanguistasa continuarem com as obras de construção e expansão da Igreja e permanecerem unidos, apesar das distintas divergências de ideias entre os seus membros.

"As obras estão a ser erguidas e a crise será ultrapassada. Os angolanos estão provados no domínio da reconciliação em que a igreja contribuiu muito para a sua materialização", desejou o político.

"Temos vindo a trabalhar com a Igreja Kimbanguista, a sua unificação está no bom caminho", garantiu.

Na ocasião, o secretário nacional da Igreja Kimbanguista, José Gomes, manifestou o apoio incondicional da sua igreja na interevenção dos problemas do país, nos mais distintos domínios, entre os quais a assistência social, educação, saúde e saneamento básico.

"Agora, com o calar das armas, mais do que nunca é o momento que devemos aproveitar para reerguer o país. Angola é um gigante adormecido em que todos os cidadãos são chamados para acordá-lo", reconheceu.

Os dirigentes da Igreja Kimbanguista endereçaram, por intermédio do primeiro secretário do comité provincial, Bento Bento, uma carta ao presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos, cujo teor se desconhece.

Fundada a 06 de Abril de 1921 no Congo Kinhasa por Simon Kimbango, está igreja chegou à Angola em 1961, na clandestinidade, e foi oficializada pelo Governo português, que colonizou o país até 1975, em 1974.

Em Luanda a igreja tem cerca de 11 mil fiéis e a sua sede está desde 1982 localizada no bairro Palanca, município do Kilamba Kiaxi.