Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

07 Junho de 2010 | 17h20 - Atualizado em 08 Junho de 2010 | 08h41

Promoção de teatro infantil passa por incentivo aos grupos

Artes Cénicas

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Grupo de teatro em exibição

Foto: Angop

Luanda - O autor de teatro e de telenovelas nacionais Manuel Alves Texeira “Man Fu”, com mais de 20 anos de experiência nas artes cénicas, defendeu hoje (segunda-feira), em Luanda, o apoio dos órgãos competentes aos colectivos teatrais como forma de incentivo para o desenvolvimento da arte no capítulo infantil.

Em declarações à Angop, o também conhecido por "vô Ngola" e membro da Companhia de Teatro Julu, disse que na sua colectividade não trabalham regularmente com crianças, mas que quando há necessidade mobilizam algumas crianças talentosas e as preparam em função do papel a representar.

Explicou que tal ausência tem a ver com a falta de condições de vária ordem, uma vez que não é fácil trabalhar com crianças por serem um ser que merecem atenção e cuidado especial.

“O nosso grupo concretamente não forma crianças ou não temos teatro infantil, mas temos colegas que têm desempenhado o papel de formadores fora do colectivo, referiu.

A agremiação foi fundada no bairro Marçal, município do Rangel, em Luanda, a 9 de Junho de 1992, pelos jovens Lourenço, Teixeira, Vado e Isidro (este último já falecido), com o objectivo de participarem na campanha de educação cívica eleitoral do referido ano.

O nome do grupo é proveniente das iniciais dos nomes Julião e Lucas, dois indivíduos já falecidos, que fizeram teatro na Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, Ex-São Domingos, no Rangel.