Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

17 Novembro de 2005 | 21h07

Arena Angola troca serviços com grupo de dança Kilandukilu

Luanda

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda, 17/11 - O Ballet Tradicional Kilandukilu, com 21 anos de existência, vai assinar sexta-feira, 18, um protocolo de cooperação com a Agência de Marketing e Publicidade Arena Angola, que se resume em troca de serviços entre as duas entidades.

De acordo com Manuel Novais, director-geral da Arena Angola, a sua instituição compromete-se a ceder espaço para exibição de dança e exposição de indumentárias do grupo, enquanto o Ballet Kilandukilu responsabiliza-se em animar os eventos organizados pela firma.

A cooperação começa já na Feira de Construção Civil, Obras Públicas, Informática, Telecomunicações e Seguros - Constrói Angola 2005 - que decorrerá de 23 a 27 deste mês, nas instalações da Filda, em Luanda.

No local, pavilhão nº 06 da Filda, a Arena Angola cedeu um espaço de 18 metros quadrados, onde o Ballet Kilandukilu vai exibir-se e expor os seus produtos ligados.

Manuel Vieira Dias informou que no stand do conjunto estarão vídeos, fotografias, quadros e indumentária utilizada pelo grupo durante as actuações dentro e fora do país.

Segundo disse, a ideia de trocar serviços com a Arena Angola surgiu aquando dadeslocação do Kilandukilu ao Japão, onde participou da Expo 2005, que decorreu em Nagoya.

O também bailarino e membro fundador do grupo acredita que com esta parceria o Kilandukilu vai poder passar a imagem do conjunto e da cultura angolana para os estrangeiros que participarem do certame, bem como mostrar seus produtos aos feirantes e não só, durante os cinco dias de exposição.

O Ballet Tradicional Kilandukilu existe há 21 anos e conta com pouco mais de 120 integrantes, sendo que 35 encontram-se no estrangeiro, 30 na província do Uíge e acima de 60 em Luanda.

Por seu turno, o director-geral da Arena Angola, Manuel Novais, garante que esta parceria vai continuar em todas as actividades a serem organizadas pela sua firma, pois, servirá para dar outro colorido aos eventos e valorizar a dança tradicional angolana.