Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

18 Janeiro de 2012 | 15h11 - Atualizado em 18 Janeiro de 2012 | 15h10

Ministra do Ensino Superior defende melhoria da qualidade do sistema educativo

Benguela

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Benguela - A ministra do Ensino Superior e da Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira, defendeu esta terça-feira, em Benguela, que a melhoria da qualidade do sistema educativo e de ensino passa necessariamente pela realização de encontros metodológicos, departamentais e inter-institucionais de tecnologia e inovação.

A governante falava no encerramento do primeiro Conselho Consultivo do Ensino Superior e da Ciência e Tecnologia, que abordou, em dois dias, os desafios actuais e futuros do sector, com o objectivo de promover a qualidade dos serviços prestados pelas instituições de ensino superior e de investigação científica.

Apontou a melhoria dos mecanismos de gestão e de liderança, realização de encontros metodológicos de tecnologia e inovação, a implementação da mobilidade docente e discentes com base nos acordos inter-institucionais, a criação de um comité de biotécnica e o incentivo para dinamização e revitalização da carreira docente, por meio do mecanismo de reconhecimento e mérito.

De acordo com a ministra, o estímulo do interesse nos candidatos à universidade nas áreas das ciências básicas (matemática, física, química e biologia) deverão constituir as primeiras acções a realizar no âmbito do conselho consultivo.

Considerou que, para além dos encontros metodológicos, a melhoria da qualidade do sistema de educação e do ensino impõe estreitar cada vez mais a relação com outros níveis de ensino, de modo a contribuir melhor na formação do homem novo.

Segundo Maria Cândida Teixeira, no domínio da investigação científica e pós-graduação, as acções estarão cada vez mais direccionadas para formação de quadros de nível diferenciado, através de cursos de mestrado e de doutoramento nas instituições de ensino superior e centros de investigação.

Acentuou que a aposta nos melhores estudantes com a atribuição de bolsas de estudo para formação no ensino superior com referência a nível internacional também deverá estar no centro das atenções, de modo a aumentar cada vez mais o potencial científico e tecnológico do país.

Segundo a ministra, no 1º encontro do conselho consultivo foram apresentadas 17 comunicações e abordados temas no âmbito do ensino superior e da investigação, sendo as conclusões uma prova do interesse e da preocupação da comunidade académica e cientifica e dos departamentos ministeriais.

Para a governante, desta forma pode-se concluir que os objectivos preconizados para esta reunião foram alcançados, tendo o seu lema “ Juntos, pela promoção da qualidade dos serviços, da formação superior e de Investigação cientifica” sido acolhido e assumido pelos participantes.

Afirmou que do encontro podem ser extraídos pressupostos fundamentais que permitirão perspectivar projectos destinados à promoção do bem-estar das populações e gizar acções específicas para o desenvolvimento sustentado do ensino superior e da ciência e tecnologia e inovação no país.

Aproveitou ainda a oportunidade para recordar que este ano comemora-se 50 anos desde a criação do ensino superior no país, desde 1962 com a criação dos estudos gerais universitários.