Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

07 Agosto de 2011 | 17h48 - Actualizado em 07 Agosto de 2011 | 17h53

Sindicato defende extensão da universidade para o interior de Benguela

Katyavala Bwila

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ganda - O secretário para administração e finanças do Sindicato provincial da Educação, Cultura e Comunicação Social em Benguela, Jeremias Feka, defendeu hoje, a necessidade da extensão da universidade Katiavala Bwila até aos municípios do interior da província, para contribuir no aumento da formação profissional e académica dos professores.

O responsável falava durante um encontro realizado no município da Ganda, 201 quilómetros a sul da cidade de Benguela, que visou a análise das principais resoluções saídas na IV Sessão ordinária do conselho geral do sindicato de educação, cultura e comunicação.

Jeremias Feka precisou a criação de núcleos desta instituição superior nos municípios do Cubal, Baía Farta e Lobito para absorver as necessidades actuais de aumento da formação académica e profissional dos quadros docentes.

 "É intenção do sindicado estender o ensino superior em todos municípios, apesar de não ser uma tarefa fácil e tão rápida à sua concretização dada a factores conjunturais de carácter humano e materiais indispensáveis para criação", disse.

Afirmou ainda  que a preocupação actual do sindicato é elevar o nível de formação académica no seio dos trabalhadores, com vista a produção dos quadros do sector da educação.

Precisou que, a universidade Katiavala Bwila deve dar prioridade na altura da admissão das matrículas, ao sector da educação na ordem de 70 por cento para elevar a formação dos quadros docentes.

Segundo Jeremias Feka, está em curso um processo de construção de raíz de sedes municipais do sindicato, incluindo pousadas sociais estando em fase de conclusão das obras da Baía Farta, Chongoroi e Bocoio.
 

Leia também
  • 28/01/2015 17:13:09

    Benguela: ISCED sem aulas no período pós-laboral

    Benguela - O ano académico 2015 no Instituto Superior de Ciências da Educação em Benguela (ISCED) inicia em Março deste ano sem os cursos do turno pós-laboral, devido a carência de salas de aulas disse hoje, quarta-feira, o decano da instituição, Manuel Bandeira.

  • 28/01/2015 14:08:28

    Benguela: Educação vai intensificar programa de actividades extra-escolares

    Benguela- A direcção provincial da Educação de Benguela vai, no presente ano lectivo, intensificar as actividades extra-escolares, com vista ao desenvolvimento e ocupação dos tempos livres dos estudantes e a sua inserção correta na vida activa.

  • 27/01/2015 21:56:26

    Benguela: Mais de três mil professores actualizam conhecimentos no Cubal

    Cubal - Três mil e 130 professores dos diversos subsistemas de ensino, que integram o sistema de educação, participam desde hoje (terça-feira), no município do Cubal, em Benguela, num seminário de capacitação pedagógica, enquadrado na preparação do ano lectivo 2015.

  • 27/01/2015 16:55:25

    Benguela: Ensino primário com mais de 600 mil manuais para ano lectivo 2015

    Benguela - Mais de seiscentos mil manuais para o ensino geral estão a ser distribuídos nas escolas dos dez municípios da província de Benguela, de forma a melhorar o desempenho dos alunos no ano lectivo 2015. , segundo o diretor em exercício da Educação, Ciência e Tecnologia, Samuel Maleze.