Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

26 Janeiro de 2011 | 13h25 - Atualizado em 26 Janeiro de 2011 | 16h32

Ensino de Línguas Nacionais vai colmatar défice de aprendizagem nas zonas rurais

Educação

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Director geral do INIDE, David Chivela

Foto: Angop

Luanda - O director geral do INIDE (Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento da Educação), David Chivela, considerou hoje, quarta-feira, em Luanda, que a inserção das línguas nacionais nas três primeiras classes do ensino primário vai colmatar o défice de aprendizagem das crianças sem o português como língua "mãe".

Em declarações à Angop, referiu ser preocupante a dificuldade que as crianças residentes em áreas suburbanas, têm no tocante a inserção no processo de aprendizagem nestas províncias, porquanto as aulas são ministradas essencialmente em Língua Portuguesa.

Segundo disse, nestas províncias é prioritário aprimorar-se o domínio das línguas nacionais, por formas a formar-se as crianças desde a primeira classe na sua língua materna, visando colmatar a interferência de línguas estrangeiras, nas zonas fronteiriças, neste processo de aprendizagem.

Grande parte destes alunos, acrescentou, habitam e estudam em zonas agrícolas, e têm a necessidade de aprender nas línguas nacionais que dominam, estando a língua portuguesa reservada como segunda opção, porque a medida que vão aprendendo a ler e a escrever aprendem também a língua oficial.

Para o director do INIDE, dada a necessidade de disseminação das línguas nacionais em todo país e no sistema de ensino, escolheu-se a 1ª, 2ª e 3ª classes por serem onde as crianças começam a aprender e ter contacto com a realidade formativa.

"Serão ministradas as línguas que já estão trabalhadas gramaticalmente e que o seu vocabulário e estatuto já foi aprovado pela Assembleia Nacional, pelo que foi dividido o país em região linguística para a implementação do projecto piloto: Umbundu na província do Huambo, Kimbundo, no Kwanza Norte, Kikongo, no Zaire, Kwanhama, no Cunene, Yaneka, na Huíla, Chokwe, na Lunda Sul e Nganguela, no Kuando Kubango".

De acordo com David Chivela, para o êxito do processo é necessário que os formadores tenham agregação pedagógica e metodologias de ensino, daí o Ministério da Educação ter enviado para a África do Sul, 40 técnicos que no seu regresso ao país terão a missão de disseminar a formação para outros docentes.

Assuntos Província » Luanda  

Leia também
  • 23/08/2013 15:52:27

    Subdirectores de escolas no Cazenga concluem formação

    Durante cinco dias, os participantes abordaram métodos ligados a formulação dos objectivos, organização dos conteúdos, critérios de selecção dos métodos, recursos de ensino, avaliação como componente do processo, apresentação e elaboração do plano de aula. Em declarações à Angop no final ...

  • 23/08/2013 03:04:20

    Mediateca reforça actividade das bibliotecas no país

    A afirmação é da directora do Instituto Nacional de Formação de Quadros, Luísa Grilo, que falava à Angop sobre a importância das bibliotecas. “Se tem dito que a livraria é um lugar gelado, com a presença apenas da pessoa e do livro, enquanto a mediateca tem outra dinâmica, pode-se ver vídeos, ...

  • 23/08/2013 02:03:55

    Bibliotecas servem de meios de auxílio a actividade lectiva

    Falando à Angop sobre a importância das bibliotecas no processo de ensino, a responsável explicou que a pesquisa e a experimentação servem de busca de conhecimentos e fonte de inspiração para docentes e discentes. De acordo com Luísa Grilo, para os professores, ajuda a encontrarem experiências ...

  • 21/08/2013 21:51:11

    Defendida necessidade de instalação de laboratórios e bibliotecas

    Os participantes recomendaram criação de um centro de formação de pesquisa e tecnologias em Angola, no âmbito do projecto SMASSE, bem como a construção e revitalização dos centros provinciais de formação. Igualmente, recomendaram a necessidade da elaboração de manuais de metodologia ASEI/PDSI ...