Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

11 Janeiro de 2010 | 13h22 - Atualizado em 11 Janeiro de 2010 | 13h22

Decanos da Universidade 'José Eduardo dos Santos' tomaram posse hoje

Huambo

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huambo - O reitor da Universidade "José Eduardo dos Santos (UJES)", Cristóvão Simões, concedeu posse hoje, na cidade do Huambo, aos decanos e vice-decanos das cinco Faculdades e do Instituto Superior Politécnico, assim como aos directores e adjuntos das Escolas Superior Politécnica e Pedagógica do Bié e Moxico.


Constam da lista dos decanos empossados, Sílvia do Amaral (Faculdade de Economia), de Direito, Albino Sinjaecumbi, de Ciências Agrárias, Guilherme Pereira, de Medicina Humana, Cesaltina Cauli, de Veterinária, Fernando Maia e do Instituto Superior Politécnico, Bonifácio Vissetaca.


Dos vice-decanos constam Manuel Carlos do Nascimento, João Valeriano, João Cardoso, Welema Cipriano da Fonseca, Jinhas Manuel, Ambrósio Fortunato de Almeida, Lúcua Lucas, José Mangrinha e Francisco Fato.


São directores e directores adjuntos das Escolas Superior Politécnica e Pedagogica do Moxico e Bié, Gabriel Mukuta, Gerson Palhares, Agnaldo José, Isabel de Jesus, Enoc Paulo de Oliveira e Mário Francisco.


A cerimónia, orientada pelo reitor da Universidade José Eduardo dos Santos (UJES), Cristóvão Simões, contou com a presença dos vice-governadores do Huambo, David Barbosa e Lotti Nolika, do Bié, Ana Maria, e do Moxico, Francisco Cambongo, para além de outros membros dos governos, docentes, estudantes e familiares.


Na ocasião, o reitor reafirmou o desejo de fazer com que a 5ª região académica do país seja exemplar na melhoria das condições de vida das populações e aos empossados recomendou dinâmica e entrega ou seja "dar o melhor de si e do seu saber para a concretização dos objectivos da UJES".


Uma recomendação particular foi dirigida aos decanos das Faculdades de Medicina Veterinária e de Ciências Agrárias, tendo em conta a necessidade que o país tem de melhorar a produção alimentar.


"Estou convencido que a realização dos objectivos da UJES depende muito da dinâmica destas duas unidades orgânicas e, por isso, apelamos dinamização no campo da investigação florestal, genética animal e alimentar", continuou.


Por seu turno, o governador em exercício, David Barbosa, lembrou aos responsáveis a importância da Universidade José Eduardo dos Santos para o desenvolvimento científico e tecnológico.


Neste sentindo, recomendou, "a reitoria deve de forma concertada com a Secretaria de Estado para o Ensino Superior e os governos das províncias, elaborar o seu plano director, contemplando a construção de infra-estruturas escolares e seu apetrechamento, alojamento para estudantes e docentes, laboratórios e bibliotecas".


Apelou também que tudo seja feito para que a presença das instituições de ensino superior represente uma vantagem competitiva para a região do Huambo, já que o desenvolvimento económico, a satisfação das necessidades crescentes dos cidadãos e da sociedade exigem a formação de recursos humanos estratégicos.


Recomendou ainda a adopção de medidas que visam a promoção de parcerias entre as instituições de ensino superior e os governos provinciais na criação de equipas técnicas, elaboração de estudos e projectos, assistência as comunidades no apoio ao desenvolvimento rural e na luta contra a fome e pobreza.


A Universidade José Eduardo dos Santos, que em 2009 funcionou com quatro mil 266 estudantes e um quadro docente de 149 angolanos e 80 estrangeiros, foi criado no quadro do decreto 7/09 de 12 de Maio, do Conselho de Ministros, que estabelece a reorganização da rede de instituições de ensino superior público, a criação de novas instituições de ensino superior e o redimensionamento da Universidade Agostinho Neto.


Neste âmbito, foram criadas pelo Governo de Angola seis novas universidades públicas, sendo "José Eduardo dos Santos", com sede no Huambo, abarcando as províncias do Bié e Moxico, Mandume Ya Ndemofaya, com sede na Huíla e que integra as províncias do Namibe, Cunene e Kuando Kubango), Lueji A'Nkonde, com sede na Lunda Norte e abrangendo as províncias de (Malanje e Lunda Sul), a universidade "11 de Novembro" com sede em Cabinda e que integra a província do Zaire, Katyavala Buila, sedeada em Benguela e que abrange a província do Kuanza Sul e Kimpa Vita, com sede no Uíge, incluindo a província do Kwanza Norte.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 23/08/2013 20:57:23

    Ministro da Educação reitera compromisso da inclusão da juventude

    O ministro expressou esta posição no acto de encerramento do encontro provincial de auscultação da juventude, que juntou mais de 350 jovens vindos dos 11 municípios. Na ocasião, disse que o Governo tem consciência que as preocupações da juventude estão ligadas a falta de emprego, de escolas, ...

  • 23/08/2013 19:11:44

    Pré-finalistas do curso de Geografia do ISCED realizam actividade prática

    A actividade, que decorreu na povoação do Luvili, comuna do Alto-Hama, a quase 80 quilómetros a norte da cidade do Huambo, serviu para os estudantes determinarem os tipos de rochas, analisarem as formas de relevo, o comportamento do clima, as características das manifestações hídricas, os ...

  • 23/08/2013 12:48:08

    Investimentos públicos na educação e saúde considerados positivos

    Falando quinta-feira à imprensa no final de visitas as duas localidades, o responsável mostrou-se também satisfeito com o grau de execução das infra-estruturas de âmbito central que estão a ser erguidas com propósito de melhorar a qualidade de vida da população. “A execução física das ...

  • 23/08/2013 09:44:40

    Leitores satisfeitos com o atendimento nas bibliotecas

    Entrevistados pela Angop, os leitores salientaram que as bibliotecas ajudam a diminuir a carência de livros nas instituições de ensino, além de serem um complemento para o processo de ensino e aprendizagem. A estudante do curso superior de ensino da Psicologia, Josefina Mercedes Geraldo, ...