Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

25 Setembro de 2007 | 23h03

Kwanza-Norte: Destacada importância sócio-histórica do rio Kwanza

Ndalatando

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ndalatando, 25/09 - A importância do rio Kwanza na formação sócio-histórica da província do Kwanza-Norte foi destacada hoje, durante um debate radiofónico, realizado em simultâneo nos estúdios das emissoras da Rádio Nacional de Angola, em Ndalatando e no Dondo.

Promovido pelo governo da província do Kwanza-Norte, o debate visou saudar o terceiro encontro internacional sobre História de Angola, aberto nesta terça-feira, em Luanda, bem como contribuir para o resgate dos valores históricos e culturais da região.

Durante o debate, em Ndalatando, Manuel da Costa Canjungo, um dedicado investigador da história do Kwanza-Norte, ressaltou o papel do rio Kwanza na formação das principais localidades que integram actualmente esta província, como as regiões de Ambaca, do Golungo-Alto e de Cazengo, assim como de algumas cidades em diversas províncias.

Segundo o mesmo, muitas destas localidades atingiram desenvolvimentos notáveis devido às intensas trocas comerciais entre o litoral e o interior do país, utilizando o rio Kwanza como meio de comunicação.

"Esta influência viria ser ainda reforçada com a instalação da central hidroeléctrica de Kambambe no referido curso de águas, o que proporcionou a criação do polo industrial do Dondo", sublinhou.

Já David João Buba, apresentador de programa radiofónico que retrata os hábitos e costumes do Kwanza-Norte, salientou a necessidade da divulgação das potencialidades deste rio que para além de ser uma riqueza no domínio do desenvolvimento hidro-eléctrico do país, serve ainda de meio de comunicação fluvial em todo o percurso que constitui o "baixo kwanza", isto é de Dondo até à foz.

Para aquele interveniente, a divulgação das potencialidades do rio Kwanza que é também um marco da história de Angola e uma reserva de encantos naturais pode propiciar um melhor aproveitamento dos seus recursos.

Do debate de Ndalatando participaram historiadores, estudantes e membros da sociedade civil.

Ainda em saudação ao terceiro encontro internacional sobre a história de Angola consta igualmente a realização, na província do Kwanza Norte, de visitas a locais históricos, culturais e uma exposição de objectos artesanais que simbolizam o poder tradicional e institucional em Angola, entre outras actividades.

O programa de actividades que encerra sexta-feira, inscreve ainda a realização, quarta-feira, no auditório da escola superior pedagógica de Ndalatando, de uma palestra subordinada ao tema " Importância das autoridades tradicionais na organização social africana", a ser dirigida a estudantes, entidades políticas, religiosas e a membros da sociedade civil.